Nova cenoura híbrida de verão é lançada
CI
Imagem: Divulgação
AGRICULTURA

Nova cenoura híbrida de verão é lançada

A cultivar IS 931 impressiona pela qualidade de raiz, precocidade e ótima adaptabilidade aos períodos mais quentes
Por:

O desenvolvimento de novas variedades adaptadas às condições climáticas regionais é uma prática milenar que, mesmo com todo o aporte tecnológico dos dias atuais, demanda anos de trabalho e investimento. Usando a sua expertise, a ISLA Sementes, empresa que oferece diversidade e qualidade para horticultores profissionais e amantes de horta em casa, lança a IS 931, a primeira cenoura híbrida desenvolvida de seu portfólio.

Esse lançamento marca o início de um grande projeto ainda maior, fruto de mais de uma década de pesquisas com a base genética da Cenoura Suprema, um material já consagrado no mercado. Um passo importante para a ISLA Sementes, que marca seu compromisso com a cadeia produtiva de alimentos do país e tecnologia nacional de ponta.

Por ser uma cenoura desenvolvida no Brasil e para o mercado brasileiro, a variedade demonstra muita adaptabilidade às diferentes regiões do país, onde os testes de qualidade e desenvolvimento aconteceram no Norte do Paraná, em São Paulo, no Triângulo Mineiro, em Goiás, na Bahia, em Santa Catarina, no Paraná e no Rio Grande do Sul.

"Os horticultores têm percebido na IS 931 a qualidade de raíz, formato cilíndrico, produção por hectare acima da média, sanidade de folha, resistência à stress climático e hídrico e alto índice de classificação 3A de raízes, que possui mais valor agregado no mercado final" conta Cristhofer Cruz, Coordenador de Produtos na ISLA Sementes.

Entre os principais diferenciais da IS 931 estão a alta performance no verão, especialmente nos meses mais quentes (alto verão), quando a variedade não deixa de entregar alta produtividade.

"Uma das principais características da IS 931, além de uma boa produtividade, é ela entregar uma boa qualidade de raíz, especialmente entre os meses de novembro dezembro e janeiro" afirma Vitor Hugo Carvalho, CTV Paraná na ISLA Sementes

A precocidade acima da média do mercado, com média de 90 ou 100 dias do semeio até a colheita, possibilitando colheitas antecipadas ao horticultor, também são características dessa nova variedade.

Por ser um material de alta precocidade, os horticultores interessados devem se lembrar de antecipar a adubação de cobertura, a fim de garantir um melhor aproveitamento alcançar a cor ideal, formato e sanidade foliar.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.