Nova Mutum: falta de chuvas pode comprometer safra de milho

Agronegócio

Nova Mutum: falta de chuvas pode comprometer safra de milho

“Quando foi para colher a soja chovia demais, agora que precisamos de chuva para o milho ta faltando, o jeito é esperar que Deus olhe para nós”
Por:
835 acessos
Há dois meses a preocupação dos produtores era com o volume de chuvas intenso que não parava de cair no médio norte do Estado e poderia colocar em risco a colheita da soja. Devido a isso a plantação do milho safrinha foi atrasada. Em Nova Mutum (250 Km de Cuiabá), não chove a aproximadamente 20 dias, essa estiagem tem tirado o sossego de muitos produtores.


O ExpressoMT foi até a propriedade do senhor Albino as margens da MT 249. Produtor rural há mais de 30 anos, ele sabe que o tempo em Mato Grosso é instável e as vezes contraria até a meteorologia, mas sabe também que se a chuva não cair nos próximos dias a plantação pode ficar comprometida. “Quando foi para colher a soja chovia demais, agora que precisamos de chuva para o milho ta faltando, o jeito é esperar que Deus olhe para nós”, comenta.


Mesmo com toda essa preocupação seu Albino não perde a esperança, uma estratégia que ele adotou foi à plantação do milheto que segura à umidade e é por essa medida que o prejuízo não é maior.

O presidente do Sindicato Rural, Alcindo Uggeri, já havia deixado bem claro sua preocupação em uma entrevista no fim de fevereiro. O medo dele era justamente que o atraso na colheita da soja de alguma maneira comprometesse a produção do milho.

Segundo Uggeri, a região possui grandes frigoríficos de aves e suínos e ainda exporta parte da produção, na sua visão as exportações do milho correm o risco de ficarem comprometidas.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink