Nova técnica detecta PSA
CME MILHO (DEZ/20) US$ 3,632 (-1,41%)
| Dólar (compra) R$ 5,51 (-1,34%)

Imagem: Embrapa - MORÉS, Nelson

MAIS ÁGIL

Nova técnica detecta PSA

Cientistas descobriram forma de diagnóstico sem amostras de suínos vivos
Por: -Eliza Maliszewski
1182 acessos

Cientistas do Serviço de Pesquisa Agrícola do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) encontraram uma nova forma de identificar a Peste Suína Africana (PSA) de forma mais ágil.

A técnica diminui a necessidade de amostras de animais vivos para detectar o vírus. Isso facilita o trabalho dos laboratórios que podem usar uma linhagem celular para isolar e identificar se há vírus vivo. A notícia é considerada um avanço no diagnóstico.

A nova linha celular pode ser continuamente replicada e congelada para criar células para uso futuro e também deverá estar comercialmente disponível para laboratórios de diagnóstico veterinário que não tinham acesso às células sanguíneas suínas necessárias para testar o vírus vivo.

A PSA ainda não tem vacina e ataca suínos, levando a morte dos animais. Entre os dias 10 e 23 de junho a OIE notificou 411 novos casos em 25 países da Europa, Ásia e África. No total estão em andamento 7.030 casos.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink