Nova tecnologia dispensa uso de agrotóxicos nos vinhedos do Cave Geisse

Agronegócio

Nova tecnologia dispensa uso de agrotóxicos nos vinhedos do Cave Geisse

Para o engenheiro agrônomo e enólogo Mario Geisse, que divide seu trabalho entre a Cave Geisse e a Casa Silva, uma das principais vinícolas do Chile, os resultados foram incríveis
Por: -Renata
325 acessos

A Vinícola Cave de Amadeu/Geisse, referência na produção de espumantes de alta qualidade na América do Sul, vem realizando um trabalho pioneiro em seus vinhedos, na região de Vinhos de Montanha, Pinto Bandeira, distrito de Bento Gonçalves - RS. Trata-se da utilização de uma nova tecnologia que dispensa o uso de agrotóxicos, o TPC - Thermal Pest Control – sistema desenvolvido no Chile, pela Lazo TPC Global, detentora da patente no mundo. O controle térmico das pragas é feito através de um equipamento que produz um jato de vento laminar, lançado a 200 km/h, 150 graus celcius, eliminando fungos, bactérias e demais pestes, agindo unicamente de forma física. Os bons resultados já aparecem na colheita da última safra das uvas chardonnay e pinot noir, base para a produção do Cave Geisse, reconhecido internacionalmente por sua excelência. “Obtivemos uma safra 2009 especialmente boa em nossos vinhedos, com uvas sem qualquer resíduo de agrotóxico e qualidade ainda melhor. Acima disso, nossa preocupação está focada na saúde do consumidor e na preservação do meio ambiente”, comenta o diretor-comercial da vinícola, Daniel Geisse.

Para o engenheiro agrônomo e enólogo Mario Geisse, que divide seu trabalho entre a Cave Geisse e a Casa Silva, uma das principais vinícolas do Chile, os resultados foram incríveis. Como um dos primeiros a ser convidado a testar o TPC nos vinhedos do Chile, Mario acredita que o sistema promete revolucionar a agroindústria no mundo, pois também vem demonstrando ser muito eficiente em outras culturas. "Além de gerar melhores resultados, resolve o problema das pragas de forma menos incisiva, mais prática, segura para as pessoas e principalmente para o meio ambiente, viabilizando um trabalho de alto padrão, aliando qualidade à sustentabilidade ambiental, focos da vinícola Geisse", completa Mario Geisse.

Além de Chile e Brasil, países como Nova Zelândia, EUA, Holanda, Bélgica, Espanha, entre outros, estão em fase de adequação do uso dessa revolucionária tecnologia, chamada Lazo TPC em referência a seu inventor, o chileno Florencio Lazo. As informações são de assessoria de imprensa.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink