O clima está em pauta

Agronegócio

O clima está em pauta

Aprosoja se aproxima de Inmet e Embrapa Monitoramento por Satélite em busca de soluções tecnológicas para os associados
Por:
547 acessos

Receba Notícias como esta por email

Cadastre-se e receba nossos conteúdos gratuitamente
Obrigado por se cadastrar
  • Enviamos a você um email de boas vindas para ativação de seu cadastro.

Nesta quinta, representantes da Diretoria da Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja) visitam a unidade da Embrapa Monitoramento por Satélite, em Campinas. A agenda complementa a reunião do início da semana com o diretor do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), Francisco de Assis Diniz. Na pauta, o uso de tecnologia para aperfeiçoar as previsões climáticas.

“O clima é um importante item na composição dos fatores de produção. Do ano passado para cá, especificamente, ficou mais clara essa tendência devido ao impacto prejudicial que a forte seca causou nas lavouras. Se até então era possível contar com certeza de sol e chuva nas horas certas, agora o agricultor tem que ficar sempre atento a como está o tempo lá fora”, observa o diretor técnico da Aprosoja, Nery Ribas.

O diretor do Inmet trouxe boas novas. Antecipou que, em 2017, o instituto irá ampliar sua base com a inclusão de mais cinco novas estações meteorológicas. Mas a grande notícia é a possibilidade de adicionar no sistema do órgão as mais de 100 estações meteorológicas privadas já existentes e em funcionamento por todo o estado. “O que nos daria maior acuidade nas previsões”, afirma Ribas.

A possibilidade é grande, mas há desafios tecnológicos. Os equipamentos devem ter conexão com o sistema adotado pelo Inmet, e, para checar alguns exemplos na prática, a Aprosoja realizou uma rápida visita com os técnicos do instituto a Campo Verde. O objetivo era verificar a tecnologia adotada em algumas estações em funcionamento no município, que fica a 130 km de Cuiabá.

Assis Diniz revelou também que, nos próximos dias, o Inmet lançará de forma gratuita um aplicativo de previsões climáticas para celular. Inicialmente na plataforma Android, mas com posterior ampliação. “A intenção é deixar a previsão do tempo a um clique da mão”, disse Nery.

Já a visita à Embrapa Monitoramento por Satélite, que ocorre nesta quinta (3) terá uma função complementar à conversa iniciada com o Inmet. A Aprosoja será recebida pelo Dr. Evaristo Miranda, chefe geral, com o foco de conhecer todas as soluções de tecnologia aplicada na área de clima e meteorologia.

“De todas essas aproximações, sairão ideias para o nosso planejamento de 2017, que já está em curso. A ideia é identificarmos o que há de melhor para podermos oferecer ao nosso associado no quesito meteorologia”, explica o diretor técnico.

Além de Nery, participam da visita à Embrapa Monitoramento por Satélite o diretor administrativo e vice-coordenador da Comissão de Defesa Agrícola, Alexandre Schenkel. O Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea) e o Instituto Mato-grossense do Algodão (Ima) também participam das agendas com representantes. 

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink