O que se sabe sobre o recebimento de sementes não solicitadas?
CME MILHO (DEZ/20) US$ 3,650 (0,50%)
| Dólar (compra) R$ 5,55 (0,74%)

Imagem: Departamento de Agricultura de Kentucky

ALERTA

O que se sabe sobre o recebimento de sementes não solicitadas?

O fato deve ser relatado para que sejam tomadas as devidas providências
Por: -Aline Merladete
365 acessos

Casos relatados à Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina (Cidasc) dão conta de que agricultores em Santa Catarina estão recebendo pequenos pacotes contendo sementes diversas, não identificadas, como brindes acompanhando compra de outros produtos, ou até mesmo sem ter feito qualquer tipo de encomenda. O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) também já havia alertado sobre situações similares ocorridas nos Estados Unidos, que estão sob investigação pelo órgão oficial de defesa agropecuária americano (APHIS-USDA).

"A importação de vegetais é regulamentada para evitar que pragas venham a atingir as áreas de produção e o meio ambiente do Rio Grande do Sul, com grande risco de prejuízos à economia agropecuária e impactos ambientais", elucida Ricardo Felicetti, chefe da divisão de Defesa Sanitária Vegetal da Seapdr.

Em países como Estados Unidos, Canadá, Inglaterra e Japão, a situação já despertou a atenção dos governos em julho e agosto, quando ocorrências semelhantes foram notificadas pelos moradores: pequenos pacotes chegavam, às vezes com outras encomendas e, às vezes, para pessoas que não esperavam por nenhuma entrega, com sementes desconhecidas.

O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA, em inglês) abriu uma investigação para apurar o conteúdo das embalagens e informou que identificou mais de uma dúzia de espécie de plantas. Em nota, o órgão divulgou em 30 de julho que estava trabalhando em colaboração com a Alfândega e Proteção de Fronteiras do Departamento de Segurança Interna e com outras agências federais e departamentos estaduais de agricultura para investigar a situação.

Caso algum envelope ou pacote, contendo sementes ou material vegetal, chegue à sua residência sem que um pedido de compra online tenha ocorrido ou com remetente desconhecido, a recomendação é levar o material para uma das Superintendências Federais do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). O fato deve ser relatado para que sejam tomadas as devidas providências.

A importação de vegetais sem autorização pode facilitar a entrada de pragas ou doenças que não existem ou estão erradicadas no país, além do potencial de causar prejuízos econômicos. Cabe ressaltar que o controle fitossanitário brasileiro é extremamente rigoroso, com vários órgãos atuando para evitar a entrada de produtos não autorizados, sendo o Mapa um dos responsáveis pela fiscalização de materiais de origem animal e vegetal.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink