OCESC COMEMORA 38 ANOS

Agronegócio

OCESC COMEMORA 38 ANOS

Por:
152 acessos

Uma das mais importantes entidades de representação das classes produtoras catarinenses – a Organização das Cooperativas do Estado de SC (Ocesc) – festeja 38 anos de funcionamento no próximo dia 28. O primeiro órgão representativo do setor cooperativista foi a Ascoop - Associação das Cooperativas de Santa Catarina, fundada em 1º de agosto de 1964, em Blumenau. A estruturação legal-institucional, entretanto, ocorreu em 1971, quando o Governo Federal editou a Lei nº 5.764, de 16/12/71, que definiu a política nacional de cooperativismo e instituiu o regime político das cooperativas. Nesse ano foi criado o Conselho Nacional de Cooperativismo e oficializadas a Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB) e as Organizações de Cooperativas Estaduais (OCE). Em 28 de agosto de 1971 surgiu a Organização das Cooperativas do Estado de Santa Catarina (Ocesc) para representar efetivamente o sistema cooperativo catarinense e disciplinar a criação e o registro de cooperativas singulares, cooperativas centrais e federações de cooperativas. A Ocesc representa todos os ramos das atividades cooperativistas e dedica-se a realização de estudos e proposição de soluções; promoção da divulgação da doutrina cooperativista; fomento e criação de novas cooperativas; estímulo ao fortalecimento do sistema de representação do cooperativismo; assistência geral ao cooperativismo; prestação de serviços de ordem técnica em nível de direção, funcionários e associados às cooperativas filiadas; promoção de congressos, encontros, seminários e ciclos de estudos; integração com as entidades congêneres das demais unidades da Federação. O presidente Marcos Antônio Zordan destaca o atual estágio do cooperativismo barriga-verde: O sistema cooperativista é formado por 255 cooperativas dos ramos agropecuário, consumo, crédito, educacional, especial, habitacional, infraestrutura, mineral, produção, saúde, trabalho e transporte. Juntas, elas representam 860.000 famílias associadas, o que corresponde a mais de 1/3 da população estadual. As cooperativas empregam diretamente 30.000 pessoas, contingente que cresceu 12,7% em 2008. Enfatiza que o Estado carrega consigo inseparável característica: a de aproximar, unir as pessoas nas mais variadas atividades, individualmente frágeis, economicamente falando, para no conjunto, viabilizá-las pela via cooperativa. Cerca de 2 milhões de catarinenses, unidos em seus ideais cooperativos, representam 12% do PIB de Santa Catarina. Eis o significado desta constatação. As cooperativas catarinenses, em seu conjunto, faturaram R$ 11, 073 bilhões de reais em 2008, montante 22,2% superior ao exercício anterior. O ramo agropecuário, mais uma vez, demonstrou sua absoluta hegemonia: as 51 cooperativas responderam por 66,8% do movimento econômico com faturamento de R$ 7 bilhões 406 milhões de reais (crescimento de 24% em relação a 2007). O segundo maior movimento foi das 33 cooperativas da saúde, que cresceram 14,1% e faturaram R$ 1 bilhão 658 milhões de reais. O ramo crédito, com 73 cooperativas, ficou em terceira posição, com movimento de R$ 672,8 milhões de reais e 30,4% de crescimento. O ramo transporte, com 21 cooperativas, ficou em quarta posição com R$ 621,8 milhões de reais e 14,2% de expansão.

Fonte: MB Comunicação

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink