Oferta pequena e demanda aquecida aumentam preço do farelo de algodão

Agronegócio

Oferta pequena e demanda aquecida aumentam preço do farelo de algodão

Em São Paulo o produto com 28% de proteína está cotado em média a R$465,00/t, alta de 11,3% em relação a junho
Por:
244 acessos

O farelo de algodão está com preços maiores em julho, segundo levantamento realizado pela Scot Consultoria.

Em São Paulo o produto com 28% de proteína está cotado em média a R$465,00/t, alta de 11,3% em relação a junho.

A disponibilidade do farelo é restrita, já que a safra do algodão em alguns estados deve começar no final de julho.

Somado a isso, o período de confinamento das boiadas aumenta a procura pelo produto em substituição ao farelo de soja, que mesmo com mercado em queda, ainda é uma das opções de suplementação protéica mais caras.

Com o período de safra próximo, no curto prazo é esperado que os preços do farelo de algodão caiam.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink