Óleo de fritura pode virar combustível

Agronegócio

Óleo de fritura pode virar combustível

Biodiesel processado a partir de óleo usado polui menos e é economicamente viável
Por: -Janice
304 acessos

A produção de biodiesel a partir de óleos usados em frituras é perfeitamente viável e muito benéfica para o meio ambiente. A afirmação é do professor de Engenharia da Produção da Universidade Nove de Julho (UNINOVE), José Carlos Curvelo Santana.

De acordo com o especialista, em média, as famílias brasileiras consomem entre 1 e 3 litros de óleo por mês, que, se fosse reaproveitado, poderia gerar entre 11 e 33 milhões de litros de biodiesel. Levando-se em conta o preço médio do litro do combustível, R$ 2,25, o retorno financeiro mensal da produção pode ultrapassar R$ 70 milhões.

O óleo de fritura usado e descartado nos ralos danifica o encanamento e é prejudicial ao meio ambiente mas, reaproveitado, se transforma em biodiesel. “Um combustível que não poluí tanto quanto os outros que temos no mercado. É livre de enxofre, não é tóxico, é biodegradável e reduz o aquecimento global”, enumera o professor.
A produção do biodiesel ainda é mais cara do que a de óleo comum, entretanto, durante sua produção também se obtém a glicerina - um subproduto de alto valor agregado – que é muito utilizada na indústria de produtos fármacos e explosivos.

O reaproveitamento do óleo de cozinha e sua transformação em biodiesel, segundo o professor, passa pela conscientização dos órgãos públicos e da população e pela implantação de um sistema de coleta eficiente e traz ganhos incalculáveis para o meio ambiente.

O biodiesel poderia ser utilizado nas frotas de ônibus, caminhões e máquinas da prefeitura. “Como retorno à sociedade, além de um ambiente melhor, a Prefeitura poderia reduzir os impostos, reduzir o preço da passagem dos coletivos ou investir o capital adquirido com a produção do biodiesel e da glicerina no melhoramento da educação, saneamento e saúde pública”, contabiliza o professor. As informações são da assessoria de imprensa da Universidade Nove de Julho (UNINOVE).

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink