OMS alerta que gripe aviária é mais letal em relação à Sars

Agronegócio

OMS alerta que gripe aviária é mais letal em relação à Sars

Por:
1 acessos

O vírus da gripe aviária é bem mais letal que o da Sars (Síndrome Respiratória Aguda Grave, na sigla em inglês), que afligiu a Ásia no ano passado, e poderia provocar uma epidemia que mataria até 50 milhões de pessoas, disse um dirigente da Organização Mundial da Saúde (OMS) nesta segunda-feira (29-10).

A estimativa da OMS divulgada na semana passada de que o H5N1 poderia infectar até 30 por cento da população mundial e matar entre 2 e 7 milhões de pessoas é conservadora, disse Shigeru Omi, diretor do escritório regional do Pacífico-oeste da OMS.

"O alcance máximo é maior. Talvez de 20 a 50 milhões de pessoas", afirmou. "Não teria nem comparação com a Sars", disse, referindo-se à doença que matou 800 pessoas em 2003.

Enquanto a Sars tem uma mortalidade média de 15 por cento, o H5N1 da gripe do frango pode matar até um terço das pessoas infectadas. O vírus provou ser versátil e agora é capaz de entrar em mais hospedeiros, explicou Omi.

"Ele passou por grandes alterações genéticas e se tornou mais patogênico. Afetou não apenas pássaros, como gatos, porcos e tigres. E agora os patos têm a função principal (no desenvolvimento do vírus)", afirmou Omi. O vírus matou 32 pessoas na Tailândia e no Vietnã neste ano e levou ao abate milhões de galinhas, patos e outras aves na Ásia.

Quase todas as vítimas humanas da gripe de frango em Hong Cong, Tailândia e Vietnã foram infectadas após terem contato direto com galinhas doentes. Especialistas temem que a enfermidade sofra mutação, penetre nos humanos e varra populações inteiras sem imunidade.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink