Onde a assistência fez toda a diferença

Agronegócio

Onde a assistência fez toda a diferença

Mato Grosso também tem espaço para a agricultura familiar
Por:
592 acessos

Conhecido como um estado voltado para o agronegócio, o Mato Grosso também tem espaço para a agricultura familiar. Quem comprova isso é o produtor rural Vanderlei Xavier de Oliveira, de 44 anos. Ele mora no município Lambari d’ Oeste, a 339 quilômetros de Cuiabá, e conta que sua trajetória profissional mudou desde que teve acesso a uma politica pública desenvolvida pela Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário (Sead), a Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater). 

Ao receber apoio técnico da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer), Vanderlei aumentou a produtividade da sua plantação de melancia. Ele conta que em 2015 decidiu plantar aproximadamente mil pés da fruta e contou com a ajuda de outros produtores do município. Mas o trabalho não deu certo.  “Fui seguir a opinião de outras pessoas e deu tudo errado. Ainda tive um prejuízo”, relata. 

Foi então que o produtor rural decidiu procurar ajuda da empresa de assistência técnica do seu estado para melhorar a sua produção. “Recorri à ajuda de profissionais para que eles me ajudassem com as orientações corretas de cultivo e de manejo das melancias”, diz.

Passados alguns meses, a produção de Vanderlei Xavier é hoje totalmente diferente. Ele conta que com as orientações muita coisa mudou.  Principalmente a maneira de trabalhar. “Com uma área de 2 hectares, consigo produzir aproximadamente 2 mil melancias. Minha meta é poder colher cerca de 6 mil frutos”, entusiasma-se o produtor.  

Ater
O técnico da Empaer Alex José Lemos conta que logo que Vanderlei Xavier buscou as orientações, uma análise do solo foi pedida. “Depois os extensionistas começaram a incorporar outras culturas na propriedade, como abacaxi e o arroz”, detalha Alex. Com todas as correções no solo, a produtividade deu um salto.  “Tenho ainda a criação de gado de leite”, completa o agricultor familiar.

Com variedade de produtos e apoio técnico, a expectativa de Vanderlei é melhorar de vida. “Ainda não tenho contabilizado os valores, mas só de ver minha propriedade repleta de alimentos eu fico feliz”, diz. 

Aqui tem agricultura familiar
No estado do Mato Grosso, a agricultura familiar ocupa 60% da mão de obra no meio rural. De acordo o Censo Agropecuário do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) de 2016, mais de 86 mil estabelecimentos que se encaixam nessa categoria, o que corresponde a 76% do total de propriedades do estado. Os agricultores familiares são responsáveis pela produção de 89% café, 86% da mandioca e 72% de leite de todo o estado.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink