Opinião: Desesperados pela sexta-feira
CI
Agronegócio

Opinião: Desesperados pela sexta-feira

por Luiz Marins*
Por:
por Luiz Marins*
    
 “Gostaria de sugerir um tema para reflexão. Constantemente vemos as pessoas ansiosas pela sexta-feira, pelo dia do pagamento ou vale, pelo feriado. 

A impressão que tenho é que elas vivem em função da sexta-feira e acabam se esquecendo de viver na segunda, na terça e nos outros dias. Hoje não percebemos a falta destes dias despercebidos, mas é comum as pessoas dizerem quando chega o fim do ano, que nem viram o ano passar. Acredito que seja por essa sede de sexta-feira”.

 
Recebi de um assinante a mensagem acima e vejo que ele tem razão. Vejo isso acontecer em quase todas as empresas. 

Mas também fiquei pensando no porquê isso acontece. Por que as pessoas não veem a hora de chegar a sexta-feira e irem embora da empresa em que trabalham.  O que será que acontece? Quem estará certo? Quem estará errado? O próprio assinante, autor da mensagem, não deu o seu juízo de valor. Ele nos pediu uma reflexão!


Se é verdade que, as pessoas se infelicitam durante a semana toda por pensarem apenas na sexta-feira e como disse eles “acabam se esquecendo de viver na segunda, na terça e nos outros dias”, também me parece verdade que eles assim fazem por não terem um sentimento de missão e propósito no trabalho que realizam. Aí vejo um enorme desafio para a empresas e para a liderança. 


Sem um sentimento de missão e propósito; sem se sentir constantemente treinadas e crescendo profissionalmente; sem chefes leais, que as desafiem e as chamem a atenção quando erram, as pessoas se sentem “des-motivadas”, isto é, sem motivos para dar tudo de sua inteligência e vontade e, portanto, não veem a hora de chegar a sexta-feira, as férias e mesmo a aposentadoria. 


Lembro que é também responsabilidade das pessoas buscarem a automotivação e não só ficarem esperando que seus líderes as motivem, pois motivação é uma porta que só se abre por dentro. 

Assim, para atender o que nos pediu o assinante, temos que refletir sobre nossa desmotivação e buscar, tanto a empresa com as pessoas, os caminhos para viver com intensidade e vontade todos os dias de nossa semana.

Pense nisso. Sucesso!

*Prof. Luiz Marins é antropólogo, professor e consultor de empresas no Brasil e no exterior. Informações adicionais: www.marins.com.brwww.twitter.com/professormarins,  www.facebook.com/programaprofessormarins

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink