País quer "pool" de compras de soja

Agronegócio

País quer "pool" de compras de soja

A crise que afetou o setor de esmagamento de soja levou ao fechamento de indústrias pelo interior do país
Por:
19 acessos

As processadoras de soja da China, que perderam no conjunto US$ 483 milhões em 2004, depois que os preços subiram para um recorde, precisam formar uma aliança a fim de negociar matéria-prima a custos mais baixos, afirmou uma empresa estatal de pesquisa.

A Cofco International e outras processadoras chinesas de oleaginosas não puderam repassar em 2004 os custos recordes da soja para os usuários do óleo e criadores avícolas, no momento em que as aves eram abatidas devido ao surto de gripe de aves, que levou à morte de milhares de animais.

As empresas precisam fazer pactos para ajudar a "aumentar nossa presença nas negociações internacionais de compra, alcançar nosso direito global de estabelecer políticas de preço, e ampliar nossa competitividade internacionalmente", disse Cheng Guoqiang, analista do State Council Development Research Center.

A crise que afetou o setor de esmagamento de soja levou ao fechamento de indústrias pelo interior do país. Recentemente, multinacionais como a Bunge decidiram se instalar na China para ficarem mais próximas de seus consumidores de óleo e farelo.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink