Paisagens Rurais: técnicos de campo do Senar são capacitados
CI
Imagem: Pixabay
CAPACITAÇÃO

Paisagens Rurais: técnicos de campo do Senar são capacitados

O treinamento foi realizado de forma virtual
Por:

Nesta sexta-feira (25), foi encerrado mais um módulo do curso de capacitação de técnicos de campo do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) promovido e organizado pela Embrapa no âmbito do Projeto Paisagens Rurais. O treinamento foi realizado de forma virtual e ocorreu também nos últimos dias 14, 18 e 21 deste mês, totalizando 32 horas. Participaram mais de 50 técnicos e supervisores de diferentes estados que realizam a Assistência Técnica e Gerencial (ATeG) aos produtores rurais.

Até o momento, foram realizados três cursos nesse formato em 2021 e outro neste ano. Eles são divididos em “módulo inicial” (para novos técnicos) e “módulo de revisão” (para técnicos em atividade e já capacitados). Esses cursos são apenas uma das modalidades de transferência de conhecimento do projeto. Também são realizadas webinars preliminares, encontros que ocorrem antes das capacitações e onde são apresentadas as premissas e temas estratégicos do projeto aos técnicos recém contratados, e plantões de dúvidas, momento em que pesquisadores ficam à disposição dos técnicos e atendem por demanda.

Os cursos de capacitação são uma das ações executadas pela Embrapa Cerrados no Projeto Paisagens Rurais. Outro ponto de destaque são as parcerias com propriedades rurais que exercem o papel de Unidades de Referência Tecnológicas (URTs) do projeto, como, por exemplo, a Fazenda Entre Rios (Guzerá da Capital), localizada na região do PAD-DF. “Nessa URT, foram implantadas diversas áreas com diferentes estratégias de recomposição da vegetação nativa. Recentemente, estão sendo iniciadas avaliações nas áreas de recuperação de pastagens e sistemas de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF)”, informa o pesquisador Luiz Adriano Cordeiro, líder do projeto.

Segundo o pesquisador Felipe Ribeiro, o projeto tem como base a Gestão Ambiental Produtiva (GAP). “Buscamos a melhoria das áreas destinadas à produção agropecuária em sintonia com a recomposição da vegetação nativa de outras áreas e, dessa forma, queremos promover a visão da propriedade rural como um todo, avaliando os impactos positivos para a Gestão Integrada da Paisagem (GIP)”, explicou. Outras URTs que contam com apoio do projeto para ações de validação e transferência de tecnologias são as áreas experimentais da Embrapa Cerrados (Planaltina/DF); o Centro de Tecnologia para Raças Zebuínas Leiteiras (CTZL), localizado no Recanto das Emas (DF); e a Fazenda Experimental da Associação Brasileira de Criadores de Zebu (ABCZ), em Uberaba (MG).

Reunião de avaliação

Reunião de avaliação do projetoNa terça-feira (22), foi realizada uma reunião da Embrapa Cerrados com os gestores do Projeto Paisagens Rurais. O encontro ocorreu na sede da Unidade, em Planaltina (DF). O objetivo da reunião, realizada de forma periódica, foi discutir o andamento e a agenda dos trabalhos, bem como deliberar sobre as próximas ações. Participaram, como membros da Unidade Gestora do Projeto (UGP), o coordenador-geral de Fomento e Inclusão Florestal, do Serviço Florestal Brasileiro (SFB), Fernando Castanheira Neto; o coordenador da execução do projeto pela Secretaria de Inovação, Desenvolvimento Sustentável e Irrigação (SDI) do MAPA, Sidney Medeiros; e o diretor da Agência de Cooperação Técnica Alemã (GIZ), Taiguara Alencar.

Um dos assuntos amplamente discutidos no encontro foi a proposta da Embrapa Cerrados de análise de paisagem em escala local ou de propriedade rural de forma integrada com a análise em escala de bioma e de bacia hidrográfica (já em execução pelo INPE e pela Embrapa Agricultura Digital), com objetivo de estruturar um piloto metodológico para otimização do monitoramento de indicadores em algumas propriedades rurais beneficiadas no âmbito do projeto Paisagens Rurais. Atualmente, está sendo estruturado o planejamento dessas atividades, que serão executadas na bacia hidrográfica do Triângulo Mineiro.

Para Fernando Castanheira Neto, coordenador do projeto Paisagens Rurais pelo SFB, o papel da Embrapa Cerrados transcende a geração e transferência de conhecimentos e tecnologias, pois também se propõe a desenvolver uma metodologia complementar de análise de paisagem em escala local o que, segundo ele, trará uma visão mais acurada dos efeitos das ações do projeto na paisagem rural. “Trata-se de uma iniciativa importante para análise dos impactos do projeto e difusão de práticas de gestão das propriedades rurais”, afirmou.

O Projeto Paisagens Rurais

O Projeto Gestão Integrada da Paisagem no Bioma Cerrado visa fortalecer a adoção de práticas agrícolas de conservação ambiental e de baixa emissão de carbono em bacias hidrográficas selecionadas do bioma Cerrado. Ele integra o Programa de Investimento Florestal, por meio do Banco Mundial. A coordenação é do Serviço Florestal Brasileiro (SFB) e Secretaria de Inovação, Desenvolvimento Rural e Irrigação (SDI) do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA).

O projeto é executado pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), Agência de Cooperação Técnica Alemã GIZ (Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit GmbH), por encargo do BMZ (Ministério da Cooperação Econômica e Desenvolvimento da Alemanha), em parceria com o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, vinculado ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (Inpe/MCTI) e com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa).

Para mais informações acesse:

http://fip.mma.gov.br/projeto-paisagem/

https://www.cnabrasil.org.br/paisagensrurais

https://www.florestal.gov.br/projeto-fip-paisagem


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.