Para Faeg, rede de armazenagem tem distorções

Agronegócio

Para Faeg, rede de armazenagem tem distorções

O número de armazéns existentes em Goiás é suficiente para a recepção da safra goiana de grãos. A capacidade de armazenagem é de cerca de 13 mi de t
Por:
94 acessos
O número de armazéns existentes em Goiás é suficiente para a recepção da safra goiana de grãos. A capacidade de armazenagem é de cerca de 13 milhões de toneladas, enquanto a safra deste ano deve ficar em 12 milhões de toneladas. Isso não significa, entretanto, que não existam problemas.


O assessor econômico da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Goiás, Pedro Arantes, aponta um deles. Segundo diz, existe um problema de distribuição dos armazéns, com unidades mal-instaladas. “Em Araguapaz, por exemplo, tem armazém e não tem demanda”, afirma.


O responsável pelo setor de Operações de Estoque da Conab Goiás, Arnon Silva Guedes, diz que o órgão não tem planos de investir em novas unidades, porque a iniciativa privada está suprindo a demanda existente.

Arnon Guedes não concorda com Pedro Arantes e diz que o número de armazéns e sua distribuição pelo Estado de Goiás atende às necessidades dos produtores goianos. “Os armazéns estão mais concentrados nas regiões Sul e Sudoeste, onde também se dá a maior produção”, argumenta.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink