Para onde vai o dólar?
CI
Imagem: Pixabay
ECONOMIA

Para onde vai o dólar? 

“Esse movimento de sobe e desce no câmbio só é possível por vivermos em um regime de câmbio flutuante"
Por: -Leonardo Gottems

É esperado que a elevação de percepção de risco mais aguda perca força nos próximos meses, caso o desfecho das discussões em Brasília caminhe para a manutenção das nossas regras fiscais atuais fazendo com que o dólar chegue a R$ 4,90 até o final do ano. Quem afirma isso é a Rachel de Sá, da consultoria Rico. 

“Porém, um cenário de risco contrário também é possível, o que poderia elevar ainda mais a percepção de risco, carregando junto nossa moeda e a mantendo em patamares elevados como o atual. E essa seria a hora de jogar tudo pro alto, especialmente investimentos em real, ou esquecer ativos internacionais, com o dólar assim tão alto? Não, e também não. Porque, como sempre, o seu dinheiro pode sim encontrar oportunidades e proteção em momentos de estresse como esse, inclusive em ativos internacionais – uma parcela essencial para diversificar sua carteira diante de movimentos inesperados no câmbio, por exemplo”, comenta ela. 

De acordo com ela, os ruídos que ocorrem em Brasília são fundamentais para que o dólar esteja onde está. “Por quê? Porque, apesar de o câmbio ser uma variável macroeconômica, que em teoria se move de acordo com todos os fatores que descrevi logo acima, ele também é um instrumento financeiro. Portanto, ele é precificado assim como os outros ativos financeiros: de acordo com a percepção de risco (em ter aquele ativo) investidores. No caso, o risco de se comprar reais, ou mesmo outros ativos (como ações e títulos) que são precificados em reais”, completa. 

“Esse movimento de sobe e desce no câmbio só é possível por vivermos em um regime de câmbio flutuante e de livre fluxo de capitais. Ou seja, o nosso câmbio aprecia e deprecia e o dinheiro é praticamente livre para entrar e sair do país”, conclui. 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.