Paraná chega ao fim de plantio de soja com lavouras em melhor condição, diz Deral

Plantio

Paraná chega ao fim de plantio de soja com lavouras em melhor condição, diz Deral

Até a véspera, 99 por cento da área prevista havia sido semeada, igual na comparação anual
Por:
285 acessos

O Paraná entrou em dezembro com o plantio de soja da safra 2018/19 praticamente encerrado, em linha com o observado há um ano, porém com as lavouras em condições melhores, sinalizando um bom potencial produtivo no segundo maior produtor brasileiro da oleaginosa, disse o Deral nesta terça-feira.

Até a véspera, 99 por cento da área prevista havia sido semeada, igual na comparação anual.

O plantio no Estado até começou acelerado, a exemplo do que também ocorreu em regiões de Mato Grosso e São Paulo, por exemplo, mas acabou perdendo ritmo em razão de chuvas em excesso nos últimos meses.

Em boletim semanal, o Departamento de Economia Rural, vinculado à Secretaria de Agricultura do Paraná, disse que até o momento 97 por cento das plantações estão em boa condição, ante 90 por cento há um ano.

Além disso, 11 por cento do total plantado já está em frutificação, versus 3 por cento em igual momento de 2017, resultado do início precoce do plantio.

“A colheita deve ser um pouquinho mais antecipada neste ano, porque o produtor conseguiu adiantar o plantio”, disse o analista Marcelo Garrido, do Deral.

Conforme Garrido, as atenções agora se voltam para o desenrolar climático, uma vez que a continuidade de chuvas em excesso pode ocasionar proliferação de doenças nas lavouras, como a ferrugem asiática.

“O que podemos ter é questão sanitária, não queda de produtividade. Isso pode aumentar o gasto para o produtor”, comentou.

Em sua mais recente estimativa, divulgada no final de novembro, o Deral disse que os produtores paranaenses semeariam 5,45 milhões de hectares com soja na temporada vigente, estável ante 2017/18.

A produção, entretanto, deve aumentar em 2 por cento, para 19,63 milhões de toneladas, refletindo um rendimento também 2 por cento maior, em 3,60 toneladas por hectare.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink