Paraná ganha nova Casa Familiar Rural
CI
Agronegócio

Paraná ganha nova Casa Familiar Rural

As Casas Familiares Rurais permitem que os jovens do meio rural possam se qualificar profissionalmente
Por:
A cidade de Lidianópolis, a 143 km de Londrina, no Paraná, foi contemplada na manhã dessa terça-feira (14), com a mais nova Casa Familiar Rural (CFR) daquele estado. As Casas Familiares Rurais permitem que os jovens do meio rural possam se qualificar profissionalmente. Em termos metodológicos, o principal diferencial que caracteriza a formação nas unidades é o uso da pedagogia da alternância. Por isso, são denominadas genericamente de Centros Familiares de Formação por Alternância (Ceffas), onde também se incluem as Escolas Familiares Agrícolas (EFA) existentes em diversos estados brasileiros. Para o delegado do MDA no Paraná, Reni Antonio Denardi, o papel da CFR é fundamental na formação dos jovens. “Tenho observado que eles são melhores profissionais e melhores cidadãos”, afirmou Denardi.


O MDA vem apoiando as Casas Familiares Rurais de diversas formas. A Secretaria da Agricultura Familiar (SAF) tem destinado recursos de custeio para projetos executados pela Arcafar-Sul, cuja sede fica no município paranaense de Barracão, na divisa com o estado de Santa Catarina. Já a Secretaria de Desenvolvimento Territorial (SDT) tem apoiado projetos de investimento nas casas, sempre que aprovados pelos respectivos colegiados territoriais.

Pronat

No Paraná, quase todas as CFRs contaram com apoio financeiro do MDA por meio do Programa de Desenvolvimento Sustentável dos Territórios Rurais (Pronat). Em alguns casos, esse apoio é para a construção de novas unidades, como a que acaba de ser entregue em Lidianópolis.


Em outros casos, o apoio é para ampliação, reformas ou estruturação, por meio da aquisição de veículos, mobiliário e equipamentos de informática. Em Lidianópolis, o MDA investiu R$ 256,9 mil. Estes recursos, somados à contrapartida municipal, foram aprovados em 2008 e agora as obras estão concluídas, permitindo o imediato início das aulas.

O delegado do MDA no Paraná considera estratégicos os investimentos na formação qualificada dos jovens agricultores familiares. “Se quisermos promover o desenvolvimento rural sustentável e solidário, com gente no campo, é fundamental investir na juventude. Além de alargar suas possibilidades pessoais e familiares de fazer escolhas, muitos desses jovens transformam-se em agentes de desenvolvimento em suas comunidades”, relatou.


O estado do Paraná já conta com 42 CFR, que, somadas às 22 de Santa Catarina e oito no Rio Grande do Sul, formam uma rede de 72 coordenadas pela Arcafar-Sul. Nesses três estados, as Casas Familiares Rurais já formaram mais de 8,1 mil jovens agricultores familiares. Mais de 4,2 mil seguem em processo de formação. Desses jovens, 86% permanecem na zona rural e, com os conhecimentos adquiridos, são capazes de melhorar suas condições de vida e de suas famílias. Uma das principais razões desse sucesso é a interação entre a escola, a família e a comunidade.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.