Paranaguá registra recordes de movimentação
CME MILHO (DEZ/20) US$ 4,166 (1,02%)
| Dólar (compra) R$ 5,57 (-0,80%)

Imagem: Governo do Estado do Paraná

VOLUME

Paranaguá registra recordes de movimentação

O recorde anterior havia sido registrado no dia 12 de outubro de 2017
Por: -Aline Merladete
542 acessos

Pelo segundo mês consecutivo, a TCP – empresa que administra o Terminal de Contêineres de Paranaguá, registrou recorde de movimentação de contêineres ao operar 87.455 TEUs (unidades equivalentes a contêineres de 20 pés) em agosto, 8,8% acima em comparação ao mesmo mês de 2019, quando foram movimentados 80.388 TEUs. No acumulado do ano (janeiro a agosto), a movimentação total é de 646.630 TEUs, superando 7,0% o mesmo período do ano passado, quando o acumulado era de 606.410 TEUs.

Além da marca de movimentação geral, o terminal também quebrou o recorde de movimentação realizada em um único navio, com 2.083 movimentos no CAP San Lorenzo, operado no dia 31 de agosto. O recorde anterior havia sido registrado no dia 12 de outubro de 2017, quando o terminal realizou 2.037 movimentos no navio Maersk Lins.

De acordo com Thomas Lima, Diretor Comercial da TCP, os recordes são resultados da modernização da infraestrutura da empresa e forte atuação comercial. O terminal é responsável pelo maior investimento no setor portuário brasileiro na atualidade, permitindo que o porto de Paranaguá atue como um Hub Marítimo, para importação e exportação de contêineres na América do Sul. Além disso, a TCP oferece soluções logísticas como armazéns e ramal ferroviário dentro de sua zona alfandegada.

“Almejamos sempre aumentar nossa produtividade, o que desonera e agiliza toda a cadeia para armadores, exportadores e importadores. Além disso, oferecemos as melhores condições comerciais para nossos clientes, com períodos livres de armazenagem, tornando a TCP a melhor opção no país”, afirma Thomas Lima.  Durante agosto, os principais segmentos movimentados foram commodities e carnes, originadas de todo o país e vizinhos do Mercosul.

Em julho, a TCP havia registrado três recordes: o de movimentação de contêineres cheios; de exportação e contêineres cheios, e de exportação de contêineres reefer.

RECORDE POR NAVIO

Em relação ao recorde de movimentação por navio, Thomas Lima explica que as novas condições operacionais permitiram estratégias de atracação mais elaboradas e, por consequência, um aumento na produtividade. “Ações como essa geram confiança entre nós e os armadores. A expectativa é de que novos recordes como esse voltem a acontecer”, conclui.

O navio foi operado com quatro guindastes STS (Ship to Shore) próprios, sendo dois deles os maiores da América Latina, em aproximadamente 24 horas entre a chegada da embarcação na Barra de Paranaguá e sua desatracação do Terminal. Com carga de importação, o veículo integra o serviço Samba Sul da Maersk, uma das 17 rotas marítimas que passam pela TCP.

 

Anúncios que podem lhe interessar


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink