Paranaguá responde por 9,2% das exportações brasileiras no semestre

Agronegócio

Paranaguá responde por 9,2% das exportações brasileiras no semestre

A China continua sendo o maior comprador da soja exportada pelo Porto de Paranaguá
Por:
298 acessos

O Porto de Paranaguá respondeu por 9,2% das exportações brasileiras no primeiro semestre deste ano. No mesmo período do ano passado, a participação havia sido de 7,7%. De janeiro a junho de 2009, dos US$ 69,8 bilhões gerados com os embarques em todo o Brasil, US$ 6,3 bilhões foram desembaraçados no terminal paranaense. No mesmo período ano passado, o País havia gerado US$ 90,7 bilhões com as exportações e o Porto de Paranaguá US$ 7 bilhões.

Os números foram divulgados pela alfândega e revelam, ainda, que o Porto de Paranaguá foi o que registrou a menor queda na receita gerada pelas exportações entre os portos nacionais, no primeiro semestre de 2009. Enquanto o Brasil registrou queda de 23% nas exportações, o terminal paranaense teve baixa de 8,7% no valor gerado pelos embarques. Já o Porto de Santos teve queda de 18,8%; Vitória, 22%; do Rio de Janeiro, 37% e de Rio Grande 12%.

Segundo o auditor-fiscal e assistente da Alfândega de Paranaguá, Fernando Sottomaior, a queda acentuada das exportações nos demais portos brasileiros aconteceu, entre outros motivos, pelo perfil dos produtos embarcados. “Algumas mercadorias são mais sensíveis à crise internacional, como os veículos e peças industriais, e isso acabou prejudicando mais a receita de um porto que outro. No caso de Paranaguá, os grãos e os produtos congelados conseguiram manter um índice melhor que a média nacional”, disse Sottomaior.

No primeiro semestre deste ano, foram embarcadas perto de 3,9 milhões de toneladas de soja, o que representou um aumento de 24,6% em relação ao mesmo período de 2008. Os embarques geraram uma receita de US$ 1,5 bilhão, incremento de 35% em comparação ao acumulado de 2008.

A China continua sendo o maior comprador da soja exportada pelo Porto de Paranaguá. Entre janeiro e junho deste ano, as exportações para aquele país geraram US$ 818 milhões, aumento de 28% em comparação ao primeiro semestre de 2008, quando os embarques representaram US$ 639 milhões.

Entre janeiro e junho deste ano, o Porto de Paranaguá embarcou 2,8 milhões de toneladas de farelo, alta de 1,8% em comparação a igual período de 2008. Neste item, o Irã vem sendo destaque.

Dados da Alfândega mostraram que, nos seis primeiros meses de 2009, dos US$ 238 milhões gerados pelos embarques para portos iranianos, US$ 109 milhões originaram-se das exportações de farelo. No mesmo período do ano passado, os embarques haviam gerado US$ 117 milhões, sendo US$ 67 milhões com as exportações de farelo.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink