Paranaguá vai exportar trigo paranaense na entressafra
CI
Agronegócio

Paranaguá vai exportar trigo paranaense na entressafra

Numa primeira etapa, serão exportadas 60 mil t
Por:
O Porto de Paranaguá readequou a operação do corredor de exportação para atender os produtores de trigo paranaenses neste final de ano. O governador Beto Richa determinou que fossem feitas adaptações logísticas no Porto para que os produtores paranaenses de trigo fossem atendidos. Durantes os meses de novembro, dezembro e janeiro, o Corredor de Exportação do Porto passa por manutenção por se tratar de período de entressafra. Mas, para atender ao pedido dos cerealistas paranaenses, serão feitas readequações que permitirão o escoamento do trigo.


Numa primeira etapa, serão exportadas 60 mil toneladas de trigo da Associação das Empresas Cerealistas do Estado do Paraná (Acepar) e, na seqüência já estão previstas outras 40 mil toneladas de trigo a serem exportadas de outra cooperativa paranaense.

De janeiro a novembro, o porto de Paranaguá exportou 682 mil toneladas de trigo. No ano passado, foram 734 mil toneladas e a expectativa é que as movimentações dos produtores paranaenses neste final de ano façam com que o Porto ultrapasse a marca de 2010 na exportação do produto.


O trigo paranaense que será exportado vai ser armazenado no armazém 12, que acaba de ser reformado pela Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa). Foram cumpridas todas as normas exigidas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), tornando o armazém apto a prestar serviços de armazenagem de cargas de alimentos e matérias primas utilizadas na indústria de alimentos.

“Estamos trabalhando em diferentes frentes para tornar o porto cada vez mais competitivo. E para atender a determinação do Governador e a necessidade dos agricultores paranaenses, vamos fazer todas as adequações necessárias e exportar o trigo neste período de entressafra”, afirmou o superintendente da Appa, Airton Vidal Maron.


Manutenção – No período de entressafra, o Porto de Paranaguá realiza a manutenção dos equipamentos, silos e armazéns do corredor de exportação. Os três berços de atracação do corredor de exportação e os shiploaders (carregadores de navios) estão passando por manutenção. O primeiro deles já sofreu manutenção no mês de novembro; um segundo está atualmente em obras e o último passará por melhorias em janeiro. O objetivo é fazer com que o corredor esteja apto a receber a safra de grãos de 2012. Já existem navios agendados para exportação de soja a partir da segunda quinzena de janeiro.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.