Parceria vai pesquisar Phytophthora da soja
CME MILHO (DEZ/20) US$ 3,686 (-0,43%)
| Dólar (compra) R$ 5,47 (1,26%)

Imagem: Marcel Oliveira

DOENÇA

Parceria vai pesquisar Phytophthora da soja

Estudo pretende avaliar a populações do causador de podridão radicular
Por: -Eliza Maliszewski
1060 acessos

A Bayer e a Universidade Federal de Viçosa (MG) firmaram um acordo para estudar a Phytophthora, patógeno causador da podridão radicular e da haste da soja no Brasil.

O objetivo é compreender os mecanismos de ação do fungo. A podridão radicular e da haste em soja é uma doença causada pelo oomiceto Phytophthora sojae, típico patógeno habitante de solo. Em solos mal drenados, especialmente após a semeadura, e com temperatura média de 25 graus, a doença pode causar impactos econômicos expressivos e a melhor forma de manejo da doença tem sido o uso de variedades de soja resistentes. A doença acontece em todas as regiões e é uma das responsáveis por perdas de safra.

Entre os principais sintomas está o apodrecimento ou lenta germinação das sementes, o que resulta em morte das plântulas. Em plantas adultas são observados coloração das folhas, murchamento, podridão na haste e tombamento da planta.

"Com a pesquisa queremos determinar as raças que causam podridão radicular e da haste da soja; descobrir a variação nas amostras coletadas em diferentes regiões e estimar a efetividade dos genes. Além de comparar as estruturas genéticas dessas populações" explica Dirceu Júnior, diretor do Centro de Expertise em Agricultura Tropical da Bayer.
 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink