Participação na Expointer marca expansão nacional da Biogénesis-Bagó
CME MILHO (DEZ/20) US$ 4,046 (0,55%)
| Dólar (compra) R$ 5,60 (-0,69%)


Agronegócio

Participação na Expointer marca expansão nacional da Biogénesis-Bagó

Empresa aposta na vacina contra a febre aftosa para ampliar faturamento no Brasil
Por: -Marianna
1862 acessos
Empresa aposta na vacina contra a febre aftosa para ampliar faturamento no Brasil

Empresa líder no mercado latino-americano de produtos veterinários, a argentina Biogénesis-Bagó participa ativamente do controle de doenças na região. A presença na Expointer 2010, realizada em Esteio (RS), marcou a expansão da companhia no mercado brasileiro da vacina contra a febre aftosa. Em 2009, quando participou pela primeira vez da campanha nacional, a empresa disponibilizou 2 milhões de lotes da vacina, distribuídas basicamente em Mato Grosso do Sul. Em 2010, a produção de aproximadamente 20 milhões de doses pretende atingir pela primeira vez o país inteiro.

Conforme o diretor geral da Biogénesis-Bagó no Brasil, Raul Moura Júnior, a entrada na campanha nacional de vacinação contra a aftosa foi responsável pelo aumento do faturamento da empresa no país, que em 2009 chegou a R$17 milhões. Ainda impulsionada pelo mesmo medicamento, a companhia pretende fechar o ano com um faturamento entre R$35 milhões e R$36 milhões apenas no Brasil. “Na indústria veterinária como um todo, a vacina contra a febre aftosa é um dos segmentos mais importantes, pois é um produto que tem demanda todos os anos”, disse o diretor.
Com relação ao fim da vacinação no Brasil, Raul Moura Júnior considera que esta não deve ser uma decisão política, e sim técnica e econômica. “Entre os benefícios de não vacinar está a promessa de que alguns mercados vão se abrir à carne, mas eles podem criar outras barreiras, caso queiram continuar fechados”, disse. Ele pondera, ainda, que a aftosa voltou em alguns países que haviam erradicado a doença e suspendido a vacina. Moura lembra também que outras medidas, como vigilância da fronteira, também devem ser tomadas para manter o rebanho livre da aftosa.

De acordo com o gerente de marketing, Sérgio Barros Gomes, a Biogénesis-Bagó responde por cerca de um terço das vacinas contra a aftosa na América do Sul. Gomes vê o Rio Grande do Sul como um mercado fundamental para que a empresa continue crescendo. “Se comparado com o resto do Brasil, no RS a base do gado é europeia e o manejo é similar ao argentino, onde a Biogénesis-Bagó é líder de mercado”, afirmou o gerente de marketing. Além disso, ele vê o estado como o mais tecnificado na área e uma espécie de campo de testes para novos produtos.

Com uma política voltada para a prevenção, a Biogénesis-Bagó procura levar serviços aos produtores para que eles aumentem a produtividade através da sanidade. O portfólio de produtos se concentra em animais de grande porte, com ênfase nos bovinos.

A Biogénesis-Bagó possui mais de 600 produtos registrados em 20 países, a maioria na América Latina e alguns na Ásia e Europa Oriental. Além da produção própria, tem contratos de fabricação concedidas por empresas internacionais, como Bayer, Pfizer, Fort Dodge, Intervet e Shering-Plough.

Anúncios que podem lhe interessar


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink