Fenasoja 2018

Pavilhão da Agricultura Familiar se destaca pela diversidade de produtos

40 expositores apresentaram a diversidade de produtos de agroindústrias, viveiros e cooperativas durante a Fenasoja 2018
Por:
52 acessos

Em uma área de 742m2, 40 expositores apresentaram a diversidade de produtos de agroindústrias, viveiros e cooperativas durante a Feira Nacional da Soja (Fenasoja 2018), em Santa Rosa. Os expositores vêm dos municípios de Santa Rosa, Santo Ângelo, Novo Hamburgo, Novo Barreiro, Crissiumal, Paraí, Flores da Cunha, Caibaté, Harmonia, Jóia, Vista Gaúcha, Cândido Godói, Mato Leitão, Santo Cristo, Tramandaí, Horizontina, Sete de Setembro, Harmonia e até de Maripá (no Paraná). 

No Pavilhão da Agricultura Familiar os visitantes tiveram a oportunidade de conferir produtos como sucos, geleias, vinhos, embutidos, panificados, erva-mate, mudas de cactos, orquídeas, folhagens, flores diversas, mudas frutíferas, doces, cachaça, queijos e iogurtes. Entre as curiosidades está a participação da maior empresa de cactos da América Latina e de uma ervateira, que mostra o processo de fabricação e de embalagem da erva-mate no pavilhão. 

Segundo o coordenador da Comissão de Agricultura, Soja e Derivados, Gilmar Francisco Vione, a feira busca oferecer aos expositores e aos visitantes todas as condições para exposição e comercialização dos produtos.

Muitos dos expositores possuem o selo de reconhecimento Sabor Gaúcho, vinculado ao Programa Estadual de Agroindústria Familiar, da Secretaria de Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo (SDR), executado pela Emater/RS-Ascar. A agroindústria Mata Nativa, que expôs no pavilhão da agricultura familiar é uma delas. ?Comercializamos 2.700 litros de suco de uva, sendo que nosso produto terminou antes do esperado, no sábado à noite. É muito satisfatório porque muitos dos que compraram em outras edições da feira, voltaram a procurar o produto?, comentou o produtor Guilherme Gasparetto. Além de agroindustrializar o suco, a família de Flores da Cunha, produz uva em 22 hectares de parreira, o que Gasparetto afirma ser um diferencial da qualidade, em função do monitoramento e controle da matéria-prima utilizada.

A região administrativa da Emater/RS-Ascar de Santa Rosa se destaca pelo estímulo à legalização de agroindústrias. Segundo o assistente técnico regional da Emater/RS-Ascar, na área de agroindústria, Jorge João Lunardi a região possui 123 agroindústrias inclusas no Programa Estadual de Agroindústria Familiar e 98 conquistaram o selo Sabor Gaúcho. 
 
 

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink