Peixe e suíno geram integração lucrativa no Sul de SC
CI
Agronegócio

Peixe e suíno geram integração lucrativa no Sul de SC

Criação conjunta aumenta a renda e reduz os custos em até seis vezes
Por:

A integração entre suínos e peixes surge como atividade lucrativa e alternativa à crise na agricultura, no Sul de Sandta Catarina. A criação de carpas e tilápias a partir dos dejetos da suinocultura chega a render ao produtor cerca de R$ 15 mil a um custo até seis vezes menor na manutenção e gastos com ração.

Este mês, o agricultor Paulino Piva, de 73 anos, comemorou a produção durante a despesca em sua propriedade, na localidade de Engenho Velho, em Jacinto Machado. Em 13 mil metros quadrados de açude, o grupo capturou 12 toneladas de peixes com peso médio de 2,5 quilos.

O vizinho Vilmar Furlanetto, de 45 anos, participou pela quinta vez e garantiu que a cada hora cerca de duas toneladas eram capturadas. Furlanetto, que também é produtor nessa modalidade, está na fase inicial, mas planeja ampliar os açudes e os negócios.

O povoamento da água foi feito há um ano com 30 mil alevinos de tilápia e dois mil de carpas das espécies cabeça grande e húngara. Durante 12 meses os peixes foram alimentados apenas com os dejetos dos suínos. E somente nos últimos 40 dias que antecederam a despesca é que receberam ração, para fortalecer a biomassa.

"Tenho granja de porco e plantações de arroz, mas o retorno melhor tem vindo da piscicultura. Este ano realizamos a 21ª retirada. Já fizemos novo repovoamento, mas desta vez com menos carpas e mais tilápias, pois estas são mais valorizadas no mercado", aposta Piva.

Açude é preparado para receber os alevinos

Antes de repovoar o açude, o solo secou por dois dias e foi desinfectado com cal virgem para matar impurezas e eliminar peixes, bactérias e protozoários indesejados. Após a limpeza, o açude ficou preparado para receber os alevinos.

O repovoamento feito ainda este mês aproveita as altas temperaturas, pois em julho os peixes não se desenvolvem, mas já terão atingido até 300 gramas.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink