Agronegócio

Pepro de milho comercializou 452,7 mil t do produto para MT

O produto vai atender criadores de aves, suínos e bovinos, além de indústrias de ração, alimentação humana e comerciantes
Por:
2300 acessos
O leilão de Prêmio equalizador pago ao produtor rural (Pepro), realizado hoje (01) pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), para a venda e escoamento de 600 mil t de milho em Grãos, comercializou 452,7 mil t do produto, o que corresponde a 75,45% do total. O produto vai atender criadores de aves, suínos e bovinos, além de indústrias de ração, alimentação humana e comerciantes.


O valor total da operação foi de quase R$ 23 milhões. Os lotes 1 e 3, relativos ao Mato Grosso, foram comercializados em 100%. O lote 2, também relativo ao estado, teve 35% do total (150 mil t) comercializado. Em Rondônia, as 50 mil t não foram arrematadas. O milho deverá ser entregue nos locais indicados em edital, com exceção os estados que compõem a região Centro Oeste, Sul, Sudeste (exceto RJ, ES e Norte de MG), e Bahia, Maranhão, Pará, Piauí, Rondônia e Tocantins.


Frete – A Companhia também contratou por meio de leilão ocorrido, hoje pela manhã, 100% do serviço de frete relativo à remoção de mais de 2,9 mil t de milho em grãos, vinculados aos estoques de Política de Garantia de Preços Mínimos (PGPM) e de Contrato de Opção (COV), além de 103 t produtos diversos para composição de cestas de alimentos. Estes últimos estão vinculados aos estoques Estratégico e do Programa de Aquisição de Alimentos da Agricultura Familiar (PAA). O valor total que será pago pelo frete chega a R$ 445,5 mil. A quantidade total de produtos a ser removido passa de 3 mil t, entre milho em grãos a granel e ensacado, macarrão comum, farinha de mandioca, arroz beneficiado, leite em pó integral, óleo de soja, açúcar cristal e feijão.


O produto é oriundo dos seguintes estados e respectivos municípios: Maranhão (Imperatriz), Goiás (Mineiros), Mato Grosso (Lucas do Rio Verde, Sinop), Pará (Ananindeua). A entrega ocorrerá nas seguintes localidades: Piauí (Paulistana e Simplício Mendes), Goiás (Santa Helena de Goiás), Roraima (Cacoal e Porto Velho), Pará (Santarém).
Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink