Perda maior na soja impacta safra gaúcha

Agronegócio

Perda maior na soja impacta safra gaúcha

Por:
429 acessos
O aumento da quebra da produção de soja provocou nova revisão na previsão de colheita de grãos no RS. A sétima estimativa da safra 2011/2012, divulgada ontem (10) pela Conab, indica que os gaúchos colherão 20,83 milhões de toneladas, recuo de 27,7% em relação aos 28,82 milhões de t no ciclo 2010/2011. No levantamento de março, a projeção era de R$ 21,79 milhões de toneladas. Segundo o superintendente Regional da Conab, Glauto Melo Júnior, o avanço da perda na oleaginosa de 28,9% para 43,7% entre março e abril foi superior ao esperado. Ele aponta como agravantes a colheita antecipada por bons preço e a qualidade depreciada do grão. De acordo com os dados, a safra de soja não passará de 6,55 milhões de t contra 11,62 milhões de t do último ciclo. Como ainda há pelo menos 40% da área de soja por colher, Melo Júnior diz que os números mudarão e podem, inclusive, melhorar, já que a pesquisa será focada em regiões menos afetadas pela seca. "Acreditamos que é possível alguma melhora."


Com o prejuízo, a soja inverteu sua posição com o milho, agora segunda cultura mais atingida com perspectiva de 38,5% de quebra e dados praticamente finais, considerando mais de 90% da área colhida. Número perto do consolidado também no feijão (1ª safra), que apresenta quebra de 31,1%. No arroz, com 40% da safra a ser colhida e encolhimento de 16%, ainda pode haver alteração.


A quebra no RS aliada à seca em parte do Sudeste e do Mato Grosso do Sul impactou a produção nacional, que deve chegar a 159,20 milhões de toneladas, 2,2% inferior à obtida em 2010/2011, quando atingiu 162,84 milhões de toneladas. Esse resultado representa uma redução de 3,63 milhões de toneladas. As maiores baixas são observadas na soja (9,72 milhões de toneladas) e no arroz (1,95 milhão de toneladas). Para o milho segunda safra, a previsão indica ganho de 35,1%, equivalente a 7,54 milhões de t.
Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink