Período de entrega da declaração do ITR começa em 20 de agosto
CI
Agronegócio

Período de entrega da declaração do ITR começa em 20 de agosto

Declaração não poderá ser elaborada em formulários, apenas por computador
A Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato) orienta aos produtores rurais que fiquem atentos para não perder o prazo da entrega da Declaração do Imposto sobre a Propriedade Territorial Rural (DITR), que neste ano começa no dia 20 de agosto e vai até 28 de setembro. A Declaração não poderá ser elaborada em formulários, apenas por computador, com a utilização do Programa Gerador do DITR 2012, previsto para ser disponibilizado no site da Receita Federal no dia 20 de agosto, pelo endereço
www.receita.fazenda.gov.br.

A estimativa da Receita Federal (RF) é receber 120 mil declarações no estado. Pela normativa, o recolhimento do ITR pode ser efetuado em até quatro parcelas mensais e consecutivas, sendo a primeira quitada até 28 de setembro e as demais pagas até o último dia útil de cada mês, acrescidas de juros. A exceção é para a declaração com valor do imposto inferior a R$ 100, que neste caso deve ser paga em uma única parcela. São isentos do pagamento do imposto as propriedades localizadas em assentamentos rurais originados da política de reforma agrária e aquelas situadas em pequenas glebas rurais.


De acordo com o gestor do Núcleo Administrativo e Financeiro da Famato, Hiram Franceschini, outra orientação da entidade é no sentido de que os produtores rurais devem se atentar para o valor da terra nua tributável (VTNT) ao preencher a declaração. O VTNT serve de base para as indenizações no caso de desapropriação pela reforma agrária. "Os produtores devem se inteirar sobre o valor da terra nua tributável que está sendo praticado em seus respectivos municípios para não correr o risco de serem autuados pela Receita Federal ou pelas prefeituras que realizam a fiscalização", explica.


Ainda segundo Franceschini, quem perder o prazo de entrega da declaração deverá pagar multa no valor mínimo de R$ 50, acrescido de 1% de juros ao mês calendário ou fração de atraso sobre o total do imposto devido. "Além disso, o proprietário que não fizer a declaração fica impossibilitado de tirar a Certidão Negativa, que é indispensável para registro de compra e venda de propriedade, além de financiamentos junto aos bancos".


O Sistema Famato é a união da Famato, do Senar-MT, do Imea e dos 86 Sindicatos Rurais de Mato Grosso. Acompanha-nos também pelas redes sociais, através do Twitter (@sistemafamato) e da Fan Page no Facebooh (https://www.facebook.com/sistemafamato)

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink