Pesquisas em andamento em todos os biomas
CI
Agronegócio

Pesquisas em andamento em todos os biomas

O Projeto Biomas já está sendo desenvolvido nos seis biomas brasileiros
Por:
O Projeto Biomas já está sendo desenvolvido nos seis biomas brasileiros
As pesquisas do Projeto Biomas, parceria da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil, a CNA, com a Embrapa, já estão em andamento nos seis biomas brasileiros. “Avançamos com o projeto que vai mostrar que é possível produzir com sustentabilidade, ampliando o uso da árvore nas propriedades rurais”, afirma satisfeita a coordenadora executiva do Projeto Biomas pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil, Claudia Rabello.

O coordenador nacional do Projeto Biomas, Dr. Gustavo Curcio, também comemora. “Acabamos de escolher a última propriedade rural no Bioma Pantanal. Estamos muitos motivados com o andamento do projeto. Neste momento, são mais de duzentos pesquisadores em todo o país envolvidos em pesquisas com a árvore na propriedade rural brasileira.”

Em novembro, começam a ser implantados os experimentos no Cerrado e na Mata Atlântica e nos outros quatro biomas, a partir do ano que vem.

As pesquisas nos biomas:

PANTANAL
 
O Pantanal, um dos ecossistemas mais diversos em flora e fauna do país foi o último a receber a equipe do Projeto Biomas. O trabalho começou na primeira semana de outubro deste ano, com a busca pela propriedade rural onde serão desenvolvidas as pesquisas e que será a vitrine tecnológica do projeto.

Segundo o coordenador nacional do Projeto Biomas, Dr. Gustavo Curcio, um dos desafios nessa busca, é conciliar as características das propriedades rurais com as necessidades dos proprietários, inserindo a árvore no seu dia-a-dia.

A área escolhida foi a Fazenda Ipanema, de João Guilherme Monteiro, na região da Nhecolândia, cerca de 150 km do centro do município de Corumbá, no extremo Oeste do Mato Grosso do Sul.
PAMPA

No Pampa, diferente de todos os outros biomas e que avança além das fronteiras do Brasil, acaba de ser formada a rede de pesquisadores que vai atuar na propriedade de Valter José Pötter, a fazenda Caveiras, na região de Bagé, no Rio Grande do Sul.

“Os pesquisadores e parceiros locais conheceram a metodologia de trabalho do projeto Biomas, visitaram a propriedade escolhida. Agora, novembro de 2012, estaremos reunidos para discutir as propostas de pesquisa com o comitê regional no sentido de desenvolver os projetos”, explica o Dr. Gustavo Curcio.

Assista ao vídeo dessa última etapa no pampa
 
MATA ATLÂNTICA

“As capacitações são importantes para que cada colega compartilhe com o outro as suas informações, os seus conhecimentos, as suas experiências. É um nivelamento para que todos conheçam a respeito do projeto, quais os objetivos do projeto, desde o colega que vai ser o extensionista, o multiplicador do projeto daqui um tempo” explica Fabiana Ruas, pesquisadora do INCAPER e coordenadora do Projeto Biomas na Matas Atlântica.

Veja o vídeo da última capacitação na Mata Atlântica
 
AMAZÔNIA

Também já foi formada a rede de pesquisadores do Projeto Biomas na Amazônia, que vai atuar na fazenda Cristalina, propriedade de Walter Müller, município de Marabá, no Pará.

“O projeto Biomas é estratégico, não só para a região Amazônica como para todo o Brasil. A pesquisa gera resultados que são fundamentais para melhorar a atividade do produtor rural brasileiro”, diz o chefe geral da Embrapa Amazônia Oriental, Dr. Claudio Carvalho.

Veja o vídeo da última etapa do projeto na Amazônia

CAATINGA

O Projeto Biomas ultrapassou a fase de análise de solos e da vegetação da propriedade onde as pesquisas da Caatinga vão acontecer nos próximos anos - a fazenda Triunfo, de Francelino Gomes Cavalcante, no município de Ibaretama, no Ceará.

“Dentro das áreas experimentais a gente busca fazer um mapa de distribuição das fisionomias da vegetação e tenta definir quais são as espécies que mais frequentemente ocorrem em cada uma dessas fisionomias”, explica o Dr. Alexandre Uhlmann, da Embrapa Florestas.

Veja o vídeo da última etapa na Caatinga
 
CERRADO

A rede de pesquisadores também já fez o mapeamento de solos e da vegetação na propriedade sede do bioma Cerrado, a fazenda Entre Rios, de José Brilhante Filho, a 60 quilômetros de Brasília.

“O projeto com essa proposta de trazer a árvore para o ambiente rural, tem como consequência toda essa informação em um nível básico de mostrar a importância da árvore, a importância da água, a importância da integração lavoura-pecuária e árvore. Acho que é o principal componente que a gente pode trazer para a sociedade. Porém, isso leva tempo”, afirma o Dr. Felipe Ribeiro, pesquisador da Embrapa Cerrados e coordenador do Projeto Biomas no Cerrado.

Veja o vídeo dessa etapa do Projeto Biomas no Cerrado

SOBRE O PROJETO BIOMAS

O projeto é uma parceria entre Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa). Os estudos já estão sendo desenvolvidos em cinco dos seis biomas brasileiros. Os pesquisadores buscam soluções para a produção sustentável de alimentos, a partir da reintrodução da árvore nas propriedades rurais do Brasil. O Projeto Biomas tem o apoio do SEBRAE, Monsanto, John Deere e Vale Fertilizantes.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink