PF apreende máquinas agrícolas importadas ilegalmente
CI
Agronegócio

PF apreende máquinas agrícolas importadas ilegalmente

Segundo o motorista e pelas notas fiscais apresentadas, a carga transportada seria sucata oriunda do Paraguai com destino ao Estado do Bahia
Por:
A Polícia Federal (PF) apreendeu no início da tarde de quinta-feira (14), em Foz do Iguaçu, três carretas transportando máquinas agrícolas seminovas, oriundas do Paraguai e importadas ilegalmemte para o Brasil. Os acusados estavam transportando colheitadeiras seminovas, mas para que fiscalização pensasse que se tratava de sucara, eles queimaram as peças com maçarico.


A apreensão aconteceu por volta das 14h, quando policiais federais do Núcleo de Policiamento Marítimo (Nepom) da PF, em patrulhamento urbano, suspeitaram de uma carreta, estacionada em um pátio de um posto de combustíveis à margem da BR 277, na região do Bairro Três Lagoas.


Segundo o motorista e pelas notas fiscais apresentadas, a carga transportada seria sucata oriunda do Paraguai com destino ao Estado do Bahia. Conduzido à Receita Federal do Brasil foi constatado que na realidade, "as sucatas" seriam máquinas agrícolas - colheitadeira e processadora de algodão com plenas condições de uso. Para enganara e burlar a fiscalização, as máquinas, estavam desmontadas e tinham recebido um tratamento com fogo de maçarico, para que ficassem com aparência de envelhecimento e desuso.


Depois da constatação da fraude, os policiais federais fizeram novas investigações pela região, e apreenderam outras duas carretas com o restante da carga ilícita. As carretas e as cargas, estimadas em R$ 2 milhões, foram encaminhadas para a Receita Federal para as medidas tributárias cabíveis.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink