Pintos de corte: volume produzido caiu mais de 2% em 2018

Pintos de corte

Pintos de corte: volume produzido caiu mais de 2% em 2018

Dados finais da APINCO relativos a 2018 apontam que a produção de pintos de corte do exercício passado atingiu a marca dos 6,072 bilhões de cabeça
Por:
55 acessos

Os dados finais da APINCO relativos a 2018 apontam que a produção de pintos de corte do exercício passado atingiu a marca dos 6,072 bilhões de cabeça, retrocedendo 2,25% frente aos (quase) 6,212 bilhões de cabeças de 2017. O maior recuo foi registrado no primeiro semestre do ano, ocasião em que o total produzido ficou 4,19% aquém do registrado em idêntico período do ano anterior. Pesou, nessa redução, o baixo número de pintos de corte produzidos em maio - cerca de 462,8 milhões de cabeças, pela média diária o menor volume mensal em, praticamente, 10 anos.

Tal redução deveu-se a um esforço do setor por readequar a produção após enfrentar problemas com a exportação de carne de frango e se deparar com um baixo consumo interno. Mas o resultado do mês foi influenciado também, embora parcialmente, pela greve dos caminhoneiros.

De toda forma, os efeitos da greve não cessaram em maio, estenderam-se aos meses seguintes. Assim, mesmo tendo se recuperado em relação ao primeiro semestre (aumento de pouco mais de 4%), o volume da segunda metade do ano permaneceu aquém do registrado em idêntico período de 2017, apresentando redução de 0,32%.

A registrar que, em pelo menos um aspecto, a evolução dos volumes produzidos mensalmente teve a mesma composição do ano anterior. Ou seja: os máximos ocorridos nos dois exercícios foram registrados em janeiro e em dezembro, respectivamente. Aparentemente, a praxe de produzir-se em outubro o maior número de pintos de corte de cada exercício ficou para trás. 
 


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink