Plano Agrícola e Pecuário estará à altura dos produtores brasileiros
CME MILHO (DEZ/20) US$ 4,156 (0,78%)
| Dólar (compra) R$ 5,59 (-0,36%)


Agronegócio

Plano Agrícola e Pecuário estará à altura dos produtores brasileiros

Mendes prevê aumento de 40% na produção de grãos
Por:
1203 acessos
O ministro da Agricultura Pecuária e Abastecimento (Mapa), Mendes Ribeiro Filho, participou da Feira Internacional da Cadeia Produtiva da Carne (Feicorte), na última quinta-feira, 14 de junho em São Paulo. “O Plano Agrícola e Pecuário (PAP), que será anunciado até julho, estará à altura dos produtores brasileiros”, destacou o ministro durante visita a 18ª edição da feira que se estende até o dia 15 de junho e traz novidades em pesquisa, tecnologia e equipamentos.


Mendes Ribeiro Filho disse que as previsões indicam que o Brasil terá um aumento de 40% na produção de grãos para os próximos anos e projeta, até 2022, um crescimento na produção de carne bovina de 2,1% ao ano, período em que deverá atingir cerca de 12 milhões de toneladas. “O Mapa está ciente das perspectivas que se abrem para o Brasil num mundo ávido por alimentos. Precisamos nos firmar – efetivamente – como um grande fornecedor mundial de alimentos de qualidade. A Conferência das Nações sobre Desenvolvimento Sustentável (Rio+20) já começou e estamos prontos para discutir como se pratica a economia verde”, afirmou o ministro.

O Brasil possui 61% do Território Nacional preservado e apenas 27,7% são destinados à produção de alimentos. Mendes Ribeiro Filho explica que esses dados positivos se devem à melhoria nos índices de produtividade e à incorporação dos avanços tecnológicos nas áreas de melhoramento genético, nutrição e manejo. “O desafio do Mapa é transformar estas tecnologias em aumento de renda do produtor rural, levando em conta as questões ambientais, sociais e de qualidade da carne. A ideia é promover o aumento da produtividade da bovinocultura de corte por meio da recuperação das pastagens degradadas, introdução de genética superior e de tecnologias”, revelou.


Durante a Feicorte, Mendes Ribeiro Filho esteve reunido com os pecuaristas para receber a proposta de um fundo de marketing da carne brasileira. A ideia proposta pelo setor é recolher do pecuarista e do frigorífico a contribuição de R$ 1 por animal abatido com o objetivo de usar esses recursos para fomentar o consumo de carne no exterior. O setor considera a proposta importante para promover a abertura de novos mercados, a qualidade e a sustentabilidade do produto.

O Ministério da Agricultura, em conjunto com outros ministérios, Embrapa e setor produtivo está desenvolvendo o Programa Nacional de Fomento às Boas Práticas Agropecuárias. “Desde 2010, o Brasil participa da agenda global de ação para pecuária sustentável. Conquistamos, recentemente, o status de “país de risco negligenciável pela Organização Internacional de Saúde Animal (OIE)” referente à doença da vaca louca”. Mendes Ribeiro Filho também reiterou o empenho do Governo Federal no combate à febre aftosa. “Tenho compromisso firmado com a presidenta Dilma Rousseff para tornar o Brasil território livre de febre aftosa com vacinação, até 2014. Meu desejo, entretanto, é alcançar essa meta até o próximo ano e estamos trabalhando para isso”, disse Mendes Ribeiro Filho.

Anúncios que podem lhe interessar


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratu��to ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink