Plano de Carreiras da Embrapa é ajustado
CI
Agronegócio

Plano de Carreiras da Embrapa é ajustado

Medida foi aprovada pelo Ministério do Planejamento após um ano de negociações
Por:
Medida foi aprovada pelo Ministério do Planejamento após um ano de negociações

Atendendo solicitação do ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Mendes Ribeiro Filho, o Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (Mpog) aprovou ajustes no Plano de Carreiras da Embrapa (PCE).

Entre as mudanças estão a criação de uma nova carreira para técnicos, com alterações para migração na carreira de assistentes; instituição de um auxílio implantação para os empregados da Embrapa Agrossilvipastoril (Sinop/MT), Embrapa Cocais (São Luís/MA) e Embrapa Pesca e Aquicultura (Palmas/TO); além da padronização do internível salarial em 3%.


De acordo com o secretário-executivo do Mapa, José Carlos Vaz, “as alterações no PCE permitirão uma melhor gestão de pessoas na empresa, além de uma ampliação na carreira para todos os funcionários, que estão em sintonia com a diretriz do ministro Mendes de valorização da Embrapa e reconhecimento da contribuição dos servidores ”, afirmou.


Saiba mais

O PCE foi instituído em 2006. Em dezembro de 2009, houve ajustes na tabela salarial para reter os novos talentos contratados, cujos salários até então eram menos competitivos em relação aos praticados pelo mercado. (Fonte: Embrapa)

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink