Plano Safra 2009-10 libera R$ 3,4 bilhões a produtores goianos

Agronegócio

Plano Safra 2009-10 libera R$ 3,4 bilhões a produtores goianos

Por:
664 acessos

O Plano Safra 2009-10 trouxe boa notícia aos produtores das agriculturas familiar e empresarial em Goiás. Para a safra foram liberados R$ 3,4 bilhões em recursos. A exemplo da safra anterior, a expectativa é atender pelo menos 30 mil produtores. Para o lançamento dos contratos, marcado para ocorrer às 14 horas de sexta-feira, 17, já com assinaturas de agricultores da familiares e empresarial dos preimeiros contratos, na sede da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seagro), no Setor Leste Universitário, presença do superintendente estadual do Banco do Brasil, José Roberto Sardelari, e do governador de Goiás, Alcides Rodrigues (PP).

Secretário de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Goiás, Leonardo Veloso faz questão de ressaltar a participação do agronegócio goiano no cenário nacional. Razão para incentivar a adesão dos produtores ao crédito disponível. Diz que estuda junto a instituições federais medida que possibilite ao produtor que fez a opção pelo plano 2008-09 saldar os débitos e contrair novo empréstimo. "Precisamos incentivar aquele prodtor que não conseguiu renegociar os débitos e possibilitar novas adesões." Não se trata, segundo ele, de perdão de dívida, mas uma forma de resolver possíveis impasses e manter o ritmo de expansão do agronegócio goioano. Veloso recorre, hipoteticamente, aos números e diz que, se 500 produtores optarem pelo crédito de R$ 10 mil, ao final serão R$ 5 milhões a movimentar a economia de apenas uma cidade goiana de 11 mil habitantes.

Dividida entre a população, a soma ultrapassaria R$ 450. No mesmo tom, ele lembra que "a agricultura familiar é responsável por fomentar a economia de 160 municípios goianos". Novamente, os números, já que Goiás computou, apenas no mês de maio deste ano, US$ 340,8 milhões, apenas em exportações. E importou apenas US$ 197,3 milhões. Para 2009-10, a expectativa do Banco do Brasil é que haja incremento de 30% na Agricultura Empresarial e 20% na Familiar, em relação à anterior (2008-09), em que foram liberados R$ 2,7 bilhões em crédito rural em Goiás. No quesito relevância do agronegócio, Goiás alcançou percentual de 80%, totalizando US$ 269 milhões. E tem entre os principais importadores a China, Países Baixos, Espanha e Reino Unido. Se observado o quadro de exportações, no período janeiro a maio, o Estado computou nada menos que US$ 1,2 bilhão (volume total).

Entre os principais produtos comercializados no mercado externo, estão a soja (US$ 186 milhões, totalizando 54,72% de participação) e carnes (bovinas, aves e suínas), que somaram US$ 67 milhões (19,74%). Como reflexo, o otimismo da cadeia produtiva, já que - comparativamente - o Estado exportou, em 1999, apenas US$ 27 milhões, no mesmo período. No cenário internacional, a participação do Estado merece destaque. A China (integrante do Bric - Brasil, Rússia, Índia e China) comprou o equivalente a US$ 124 milhões, totalizando 36,5% na balança comercial goiana. Pela ordem, Países Baixos importaram US$ 38 milhões (11,2%), a Espanha comprou US$ 16 milhões (4,7%) e o Reino Unido, com US$ 9,7 milhões (2,9%). "Estamos seguros em anunciar o plano da próxima safra, sabendo que o produtor goiano é responsável por manter os números da produção", diz Veloso.

Motivo bastante, segundo ele, para que a Seagro redobre a atenção à cadeia produtiva, responsável por manter o patamar do agronegócio goiano no ranking nacional e internacional. À ocasião do lançamento do plano, presença de representantes das federações da Agricultura e Pecuária de Goiás (Faeg) e dos Trabalhadores na Agricultura de Goiás (Fetaeg), além de prefeitos e secretários municipais. O Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) será representado pelo superintendente em Goiás, Otacílio Teixeira.

Mais informações: www.agronegocio.go.gov.br/seagro ou (62) 3201-8905


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink