Plantadeira Massey Ferguson será usada em estudo da UFSM
CI
Agronegócio

Plantadeira Massey Ferguson será usada em estudo da UFSM

Modelo da Série MF 400 participará de pesquisa com plantio de soja em várzea
Por:
Modelo da Série MF 400 participará de pesquisa com plantio de soja em várzea

Com o intuito de apoiar novas iniciativas que contribuam com o desenvolvimento da agricultura do país, a Massey Ferguson entregou ao Centro de Ciências Rurais da Universidade Federal de Santa Maria uma plantadeira MF 407 pantográfica, para ser empregada no desenvolvimento de um estudo que procura viabilizar o cultivo de soja em áreas de várzea.


“O estudo tem como objetivo encontrar alternativas para viabilizar o plantio da soja em áreas de várzea, que ocupam parte do Rio Grande e são usadas geralmente para a cultura orizícola”, explica o Prof. Dr. Enio Marchesan, um dos nomes envolvidos na pesquisa, que é tese de doutorado do aluno Vandro Vizzotto.


“A plantadeira MF 407 será uma das ferramentas utilizadas para vencer as limitações do manejo desse tipo de solo para o cultivo da soja. O modelo conta com sistema pantográfico, que copia as irregularidades do terreno, além disso, é um equipamento que garante a precisão na distribuição de sementes e fertilizante, caracterizado pela alta resistência, fácil manutenção e baixo custo operacional, qualidades imprescindíveis para sua aplicação na pesquisa”, destaca Rógil Berghahn, especialista em pós-venda da AGCO.


O estudo está sendo realizado pelos Departamentos de Fitotecnia e Engenharia Rural da Universidade Federal de Santa Maria, em um campo experimental de 10 hectares dentro da própria instituição. A primeira fase da pesquisa deve levar cerca de dois anos para ser concluída. Ao final desse período, um artigo será publicado com os primeiros resultados do experimento.


A plantadeira MF 407 foi entregue à universidade pela concessionária Itaimbé Máquinas de Santa Maria, que também disponibilizou à equipe de pesquisadores um coordenador técnico para orientá-los na utilização do equipamento.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink