Plantio de algodão no MT começa mesmo com pouca chuva
CI
Agronegócio

Plantio de algodão no MT começa mesmo com pouca chuva

Área plantada no Mato Grosso deve atingir cerca de 760 mil ha
Por:
Área plantada com algodão em Mato Grosso deve atingir cerca de 760 mil hectares nesta safra, conforme o diretor-executivo da Associação Mato-grossense de Produtores de Algodão (Ampa), Décio Tocantins. De acordo com ele, mesmo diante da situação atípica das chuvas, que estão mais escassas neste fim de ano, o início do plantio transcorre normalmente. Em algumas regiões, a plantação começou no último dia 1º, e no Nortão deve começar a partir da próxima semana.


O Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea) previa que o efeito La Niña pudesse interferir no início do plantio. O cotonicultor Alexandre De Marco explica que a plantação deve ser concluída até o fim de dezembro e, a partir de janeiro do ano que vem, já tem início a safrinha do algodão. Apesar do plantio estar sendo feito normalmente, o produtor alerta que o momento não é dos mais favoráveis para o setor.

Segundo De Marco, o preço da pluma tem caído e o mercado está apreensivo com a crise europeia. No entanto, garante que aumentou sua produção, tendo em vista que o produto a ser colhido já foi comercializado, o que deve promover um equilíbrio na balança.


A semana passada iniciou com os preços do algodão em baixa no Estado. O menor valor registrado foi R$ 51,20/arroba, em Sapezal. Mas ganhou fôlego e chegou na última sexta (9), com leve alta, atingindo os R$ 51,60/arroba.

Dados da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) apontam que na última semana de novembro, o preço médio do algodão no centro produtor de Rondonópolis foi de R$ 52,60, já com registro de queda em relação ao período anterior. Um dos fatores que contribui para isso, conforme o analista de mercado Djalma Fernandes de
Aquino, foi o fato de, no mercado interno, as indústrias têxteis estarem se preparando para entrar em férias coletivas e muitas delas estarem com os estoques aquecidos. Já para a exportação, a queda do dólar e a retração de oferta do algodão indiano ajudaram a favorecer a balança comercial.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.