Plantio de soja e milho avança sem chuva ideal
CI
Agronegócio

Plantio de soja e milho avança sem chuva ideal

Paraná e Mato Grosso já têm um terço da soja plantada
Por:
Paraná e Mato Grosso já têm um terço da soja plantada. E o Paraguai deve a concluir a semeadura em poucas semanas. Depois de um período inquietante para os produtores sul-americanos, causado pela estiagem que durou mais de dois meses em lavouras do Sul do Brasil, a oleaginosa consolida aumento na área plantada para a safra 2012/2013.


Com o avanço do plantio nos principais estados produtores, o Brasil já semeou 3,9 milhões de hectares de soja. Os agricultores parananeses começaram o cultivo de verão pelo milho. A sementes cobrem 80% da área do cereal, ou 660 mil hectares.

Na avaliação de Marcelo Garrido, economista do De­­­par­­­tamento de Economia Rural (Deral) do Paraná, o avanço das culturas tem se mantido próximo à média histórica. “Em meados de setembro havia preocupação quanto ao clima, mas o plantio está dentro do esperado”, avalia.

Ele destaca que, em algumas regiões, o volume de chuvas ainda não é considerado ideal. Por enquanto, ainda não foram calculadas perdas. “Com chuvas mais regulares, o plantio deve se intensificar”, prevê.

Quem esperou ainda não sente falta de umidade, conta Sebastião da Silva Santos, que gerencia áreas de soja, milho e trigo no município de Porto Amazonas (Região Metropolitana de Curitiba). Nos lotes da oleaginosa, que somam 560 hectares, o plantio começou no dia 16 de outubro e deve levar mais 20 dias. Parte da cultura será semeada em área de trigo, que ainda não foi colhido. “Vou ter que emendar a colheita e o plantio para dar tempo”, relata.


Mato Grosso

Em Mato Grosso, o porcentual da soja plantada está próximo dos níveis paranaenses. Segundo a Federação da Agricultura e Pecuária do estado, a Famato, 32% da área foram semeados, o que equivale a 2,6 milhões de hectares. Os municípios de Sorriso (região Médio-Norte) e Campo Verde (Sudeste) estão entre os mais adiantados no estado, com 55% e 53% da área plantada, respectivamente.

Vizinhança

A safra de verão segue o mesmo ânimo nos países vizinhos. Caso as condições climáticas sejam favoráveis, a soja na Argentina deve atingir um patamar de produção entre 55 e 58 milhões de toneladas, conforme previsão do governo. O plantio ainda está em fase inicial.


O Paraguai deve ser o primeiro a concluir o plantio na região. Segundo Cle­­ver Romagna, técnico da Cooperativa Lar que atua no país, estima-se que 97% das áreas de soja e milho tenham sido semeadas. “O plantio se concentrou entre 20 de setembro e 5 de outubro. Agora o clima está ótimo, com chuvas regulares”, relata. O Paraguai planta cerca de 2,9 milhões de hectares de soja, conforme projeção do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (Usda).

Colaborou Cassiano Ribeiro.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink