Plantio de soja em MT está proibido até 15 de setembro

Agronegócio

Plantio de soja em MT está proibido até 15 de setembro

A medida visa diminuir a quantidade de inóculos que provocam a ferrugem asiática
Por:
62 acessos

A partir desta sexta-feira (15-06) até o dia 15 de setembro está proibido o plantio de soja em Mato Grosso. A medida, prevista na Instrução Normativa 001/06, visa diminuir a quantidade de inóculos que provocam a ferrugem asiática. Neste período, o produtor que for flagrado com soja viva na fazenda será autuado pelo Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea) e obrigado a acabar com a lavoura. A multa nestes casos é de aproximadamente R$ 800, acrescida de R$ 53 por hectare.

O coordenador de Defesa Sanitária Vegetal do Indea, Carlos Roberto Gomes Ferraz, diz que o produtor que desobedecer a legislação terá o prazo máximo de 48 horas para iniciar a destruição da soja. Caso isso não seja feito, o Indea fará a destruição da plantação, mas todas as despesas serão custeadas pelo agricultor. Dependendo da gravidade do caso, a propriedade poderá ser interditada tanto para o plantio de soja como de outras culturas. No ano passado, primeiro ano em que houve o vazio sanitário, o Indea registrou um único caso de descumprimento da legislação, em Lucas do Rio Verde (médio norte do Estado). A partir do dia 18, os técnicos do Indea sairão a campo para fiscalizar as propriedades e certificar de que os produtores não estão plantando soja.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink