Plantio de soja está concluído na região da Chapada (RS)

Agronegócio

Plantio de soja está concluído na região da Chapada (RS)

Atenções se voltam para o clima
Por:
1474 acessos
A partir de agora, as atenções dos agricultores se voltam quase que exclusivamente para o clima
 
A esperança de recuperar aquilo que foi perdido na safra passada de grãos agora está no solo. Os sojicultores, nos próximos 120 dias, estão com a sorte lançada nas mãos na força da natureza. A expectativa de ganhos será renovada a cada dia de clima favorável para o desenvolvimento sadio da oleaginosa, que frustrou na última colheita por causa da forte seca que atingiu todas as regiões de produção agrícola do Rio Grande do Sul. O que os agricultores mais querem, nestes quatro meses, é que as chuvas sejam fartas pelo menos a cada oito dias. A quantidade que esperam é de cerca de 40 milímetros de precipitações pluviométricas semanalmente. “A distribuição das chuvas é a garantia de uma excelente produtividade em nossas lavouras”, adianta o agrônomo da Cooperativa dos Agricultores de Chapada, Mauro Rohr.

Segundo o agrônomo, a tecnologia disponível no momento do plantio foi aplicada pelos agricultores na hora da formação das lavouras. “Durante o período de aquisição das sementes surgiu uma dificuldade. Por causa da seca, registrada na safra passada, teve agricultor que encontrou dificuldades em conseguir o produto de alta qualidade disponível no mercado”, salienta o agrônomo. Segundo ele, a dificuldade não deve refletir nas estimativas de produção, pois o clima está se apresentando de forma favorável para uma boa germinação e desenvolvimento das plantas. “Mesmo a produtividade estando relacionada em mais de 70% com o clima os produtores não podem deixar de fiscalizarem suas lavouras, pois existem doenças e pragas que podem comprometer seriamente uma boa colheita”, explica Rohr.

O agrônomo considera o plantio da soja concluído. “Podem ainda existirem algumas pequenas áreas da resteva do trigo para serem semeadas, mas não devem representar 1% das lavouras de soja plantadas este ano. Podemos dizer que o plantio da oleaginosa está pronto. A partir de agora é torcer pelas chuvas e cuidar as plantas para que não sofram com doenças e ataques de pragas”, explicou. De acordo com Rohr, em função da frustração da última safra se criou toda uma expectativa para a safra futura, que será colhida entro o final do mês de março e início de abril do próximo ano. No município de Chapada foram plantados perto de 40 mil hectares com soja.

Em Carazinho a situação não é diferente. O plantio também já é considerado concluído. De acordo com o secretário municipal da Agricultura, Vanderlei Lopes, as projeções apontam para semeadura da oleaginosa na casa de 38 mil hectares de terra. “Os agricultores estão confiantes em uma boa safra, o que ajudaria muito na recuperação das perdas da colheita 2011/2012”, completou Lopes. Para a soja o clima, até o momento, é considerado favorável. As últimas chuvas que variaram de 20 a 30 milímetros garantiram a conclusão do plantio e a germinação dos grãos que já estavam no solo à espera de boa umidade para germinação.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink