Plantio de soja na várzea cresce 6,3%
CI
Imagem: Marcel Oliveira
TOCANTINS

Plantio de soja na várzea cresce 6,3%

Em período de vazio sanitário o plantio em várzea tropical é autorizado para sementes
Por: -Eliza Maliszewski

As sementes produzidas em várzea tropical no Tocantins abastecem os estados de Goiás, Bahia, Maranhão, Mato Grosso, Pará, Piauí e Roraima.  Nesta época onde o cultivo é proibido pelo vazio sanitário em função do combate a ferrugem asiática, o cultivo de soja na várzea é permitido, com controle.

Nesta safra o plantio cresceu 6,3% nas várzeas tropicais, alcançando 66.120 hectares nos municípios de Cristalândia, Lagoa da Confusão, Pium, Dueré, Formoso do Araguaia, Guaraí e Santa Rita do Tocantins.

A Agência de Defesa Agropecuária  do Tocantins (Adapec) faz o monitoramento constante das lavouras, tanto na safra quanto na entressafra, para controle das pragas e a ferrugem asiática.

VEJA: Tocantins alerta para antracnose na soja

"Esse plantio no período do vazio sanitário é um diferencial que o Tocantins possui e que está se tornando referência no país, superamos a nossa expectativa, isso demonstra que as empresas de pesquisas e os sojicultores acreditam no potencial do Estado," destacou o presidente da Adapec, Alberto Mendes da Rocha.
 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink