Soja

Plantio de soja no Brasil avança, mas chuva irregular ainda atrapalha, diz AgRural

Semeadura aumentou em sete pontos percentuais na semana e está próxima da média de cinco anos
Por:
416 acessos

O plantio de soja no Brasil havia avançado para 12 por cento da área projetada na safra 2017/18 até quinta-feira da semana passada, em linha com a média histórica recente para o período, embora a irregularidade das chuvas ainda prejudique o andamento dos trabalhos, informou a AgRural nesta segunda-feira.

Em boletim, a consultoria disse que a semeadura aumentou em sete pontos percentuais na semana e está próxima da média de cinco anos, de 11 por cento, mas inferior aos 18 por cento registrados em igual momento de 2016.

"O avanço semanal poderia ter sido maior, não fosse a redução do ritmo dos trabalhos --e em alguns casos a sua completa interrupção-- em boa parte do Centro-Oeste, onde a irregularidade das chuvas ainda amedronta os produtores", afirmou a AgRural.

Entre os principais Estados produtores, Mato Grosso plantou 18 por cento de sua área, abaixo dos 31 por cento no ano passado, mas acima dos 15 por cento na média de cinco anos.

Em Mato Grosso do Sul e Goiás, o plantio chegou a 14 por cento e 3 por cento, respectivamente, atrasado na comparação com a safra passada, mas em linha com a média de cinco anos.

"A lentidão dos trabalhos não significa necessariamente que a soja perderá área ou potencial produtivo, mas ela preocupa os produtores que plantam milho em janeiro", acrescentou a consultoria.

No Paraná, por outro lado, as chuvas continuaram generosas e intercaladas com aberturas de sol, o que permitiu o avanço do plantio para 30 por cento da área no Estado, ante 29 por cento na média e 39 por cento do ano passado.

A AgRural estima a área plantada com soja na safra 2017/18 do Brasil em 34,6 milhões de hectares.

A produção potencial, calculada com base em linha de tendência de produtividade, é de 109,9 milhões de toneladas, queda de 4 por cento ante o recorde da safra anterior.

Milho "verão"

Conforme a AgRural, o plantio do milho de primeira safra no centro-sul do país atingia 37 por cento da área, contra 29 por cento uma semana antes, 42 por cento há um ano e 34 por cento na média.

Os Estados do Sul lideram a semeadura, com plantio feito em 82 por cento da área no Rio Grande do Sul, 74 por cento em Santa Catarina e 71 por cento no Paraná.

A AgRural estima que a primeira safra de milho no centro-sul deve ocupar 2,97 milhões de hectares em 2017/18.

A produção potencial, calculada com base na linha de tendência de produtividade, é de 21,6 milhões de toneladas (queda de 14 por cento ante a temporada anterior).

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink