Plantio de trigo no PR está normalizado

Agronegócio

Plantio de trigo no PR está normalizado

A porcentagem já é semelhante à da safra do ano passado
Por:
476 acessos
O plantio de trigo, que começou em um ritmo lento este ano, em comparação com os anos anteriores, está normalizando este mês no Paraná. De acordo com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), 74% das lavouras paranaenses já estão semeadas, e isso se deve a uma melhor distribuição de chuvas e à temperatura mais amena, favoráveis à cultura do cereal. A porcentagem já é semelhante à da safra do ano passado.

De acordo com o técnico do Departamento de Economia Rural (Deral) da Secretaria da Agricultura e do Abastecimento do Paraná (Seab), Otmar Hubner, na região Norte que detém cerca de 40% das áreas plantadas com trigo no Estado, a proximidade da conclusão dos trabalhos se deveu principalmente à prorrogação, até o final de maio, do prazo de plantio previsto no zoneamento.

No norte, apenas a região de Cornélio Procópio, onde as chuvas foram mais escassas, ainda está plantando. Segundo um relatório enviado por Hubner à Embrapa, a seca chegou a comprometer o potencial produtivo em algumas propriedades.
 
Porém, em média, para ele, as lavouras estão “em boas condições de desenvolvimento e com bom estande de plantas”. O plantio deve, agora, ser iniciado no sul do Estado, segundo o Deral.

Em um comunicado, a Embrapa Trigo informa que as lavouras já semeadas estão em fase de desenvolvimento vegetativo e inicio de perfilhamento, e que não há problemas de pragas ou doenças.

Ainda segundo o órgão, as geadas nos últimos dias de maio “não chegaram a assustar os produtores, já que a cultura é sensível a geada somente a partir do espigamento”. A fase, segundo o Deral, já deve começar a partir deste mês em algumas lavouras.

No entanto, o pesquisador da Embrapa Soja, Vanoli Fronza, lembra que, para diminuir os riscos com geadas, os agricultores que ainda não semearam o trigo devem seguir rigorosamente o zoneamento agroclimático. De acordo com ele, a cultura do trigo é “altamente responsiva à adubação”. Portanto, plantas melhor nutridas podem suportar mais os períodos de seca.

Aumento

As últimas pesquisas do Deral, feitas em maio, confirmam que haverá aumento de cerca de 3% na área plantada com trigo no Estado. Enquanto, em 2008, foram cultivados 1,15 milhão de hectares, este ano estima-se uma cobertura de cerca de 1,19 milhão. Se o clima ajudar, o Deral prevê que a produção fique entre 2,99 milhões e 3,3 milhões de toneladas. Ano passado, a safra foi de 3,2 milhões de toneladas.

O ritmo do plantio de trigo no Paraná é bem diferente do apresentado no Rio Grande do Sul, onde os produtores estão acelerando a semeadura para recuperar o atraso no início da implantação das lavouras.

A Emater gaúcha informa que, em uma semana, a semeadura cresceu 19%, passando a 33% da área de cultivo prevista para o ano. Mas o plantio ainda está atrasado na comparação com o mesmo período em 2008, quando a área chegava a quase 50%.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink