Plantio pode ficar 14% mais barato

Agronegócio

Plantio pode ficar 14% mais barato

Boletim do IMEA revela projeção de queda sobre os custos de produção da nova safra de soja em Mato Grosso
Por:
736 acessos

No boletim semanal da soja, também divulgado nessa terça-feira (01-09) pelo Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), a boa notícia é a projeção de queda de cerca de 14% sobre os custos de produção da nova safra de soja, a 09/10.

Ao comparar os gastos de implantação e manutenção da lavoura, as estimativas feitas pelo Imea, na região de Sorriso, detectaram a possibilidade de redução média de até 14% no custo, se comparado com o mesmo período do ano passado. “Isto porque a redução no custo dos fertilizantes e defensivos suprimiu o aumento no gasto com sementes e com as operações agrícolas”. Sorriso, a 460 quilômetros ao norte de Cuiabá, é o município com a maior área plantada do mundo com soja, com 600 mil hectares.

A boa notícia, como frisa o Imea, vem justamente às vésperas do reinício dos trabalhos no campo, que podem ser retomados a partir do dia 16 deste mês, após 90 dias de ‘Vazio Sanitário’, período em que o cultivo comercial do grão fico proibido como forma de eliminar os fungos que causam a ferrugem asiática.

08/09 - O ano safra ainda não encerrou, mas o mercado de soja mato-grossense já faz uso da terminologia “safra velha” para a safra 2008/09 não só pela proximidade do plantio da nova safra (09/10), mas também porque não existe muita soja no mercado físico. Segundo o último levantamento do Imea, restam apenas de pouco mais de 3% das 17,4 milhões de toneladas colhidas neste ano para serem comercializadas. “Como restam mais de cinco meses para que as novas ofertas realimentem o mercado de grãos no Estado a expectativa é de um final de ano apertado para quem ainda precisa originar o grão”.

MERCADO - Mais uma vez a tônica da semana no mercado internacional de soja segue entre o dilema dos preços da safra velha versus os preços da safra nova. Prova disso é a valorização acumulada nesta semana, de 111 pontos, para o contrato setembro que encerrou cotado a de US$ 11,34/bushel. Já para a safra nova as cotações com entrega em maio 2010 praticamente ficaram em canal de estabilidade, fechando a semana em US$ 9,92/bushel.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink