Plataforma online facilita venda de produtos da Amazônia
CME MILHO (DEZ/20) US$ 4,046 (0,55%)
| Dólar (compra) R$ 5,60 (-0,69%)

Imagem: Divulgação

VALORIZAÇÃO

Plataforma online facilita venda de produtos da Amazônia

AmazoniAtiva é uma iniciativa que defende e enaltece as riquezas naturais da região
Por:
99 acessos

Promover a bioeconomia da Amazônia, criando uma conexão direta entre produtores locais, investidores e mercado consumidor, é o propósito principal da AmazoniAtiva, plataforma de produtos e ativos ambientais lançada em 2019 para Rondônia e que agora passa a abranger toda a Amazônia.

O foco são iniciativas que respeitem a legislação ambiental, valorizem a diversidade cultural, contribuem para a redução do desmatamento e promovem a igualdade de gênero. Os objetivos de desenvolvimento sustentável são norteadores para promover as pontes necessárias entre os empreendedores da Amazônia e os mercados preocupados com sustentabilidade. 

Como forma de valorizar e destacar a riqueza natural da região, a iniciativa facilita e amplia o acesso aos produtos da Amazônia mundo afora por meio da vitrine online. “Além das riquezas naturais já presentes, mostrar a região é um enorme privilégio. São móveis e utensílios feitos de madeira, peças artesanais feitas com látex, frutos, sementes e fibras, polpas de frutas, cafés, óleos essenciais, resinas naturais, cosméticos naturais, fitoterápicos e muitos outros produtos. Nossa proposta é valorizar a produção com sustentabilidade e preservação da cultura local”, aponta Luiza Montoya, coordenadora de Projetos da BVRio.  

Já são mais de 40 empreendimentos parceiros, na sua maioria grupos comunitários e familiares. A curadoria da vitrine online dá voz a produtores dos nove estados que compõem a Amazônia Legal (Acre, Amapá, Amazonas, Maranhão, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins). “Queremos reafirmar e apoiar essa potência que é a Amazônia para todo o mundo, valorizando o trabalho dos povos indígenas, quilombolas, comunidades extrativistas, pequenos e médios empreendedores, agricultores familiares e lideranças femininas”, explica.

Além de produtos, a plataforma é uma interface também para os diferentes ativos financeiros gerados na região. Os detentores de créditos de carbono, cotas de reserva ambiental, certificados de redução de emissões, créditos de logística reversa e outros tipos de instrumentos financeiros oriundos de serviços ambientais, têm na AmazoniAtiva uma oportunidade de encontrar investidores e apoiadores para suas iniciativas.     

De acordo com Luiza, a plataforma começou em Rondônia, “como um dos mecanismos de mercado para reduzir o desmatamento”. Seu desenvolvimento contou com a parceria da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Ambiental e recursos da agência de cooperação internacional da Noruega, por intermédio do PNUD e da Força-Tarefa de Governadores pelo Clima e Florestas (GCF, na sigla em inglês).

Renato Castro Santos, coordenador da iniciativa Design & Madeira Sustentável, também da BVRio, afirma que a plataforma é uma das pioneiras no mercado e reforça o compromisso de estimular o acesso aos produtos da Amazônia obtidos de maneira legal. Outro destaque é o fomento ao manejo florestal comunitário.

“Um dos critérios da curadoria é que o parceiro ofereça produtos e ativos gerados com responsabilidade e busca pela sustentabilidade”, conclui Renato. Para o consumidor final, o contato será direto com os produtores, a partir do site da AmazoniAtiva. Já para os produtores interessados em incluir seus produtos, basta preencher o formulário e o termo de anuência disponíveis no site e aguardar o contato da equipe da BVRio.

Anúncios que podem lhe interessar


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink