PNDS define estratégias para 2012 em workshop de gestores
CI
Agronegócio

PNDS define estratégias para 2012 em workshop de gestores

Encontro deverá reunir profissionais das associações filiadas e dos Sebraes estaduais
Por:
Encontro deverá reunir profissionais das associações filiadas e dos Sebraes estaduais

Investir em gestão é a chance de desenvolver vantagens estratégicas em um mercado cada vez mais competitivo. Pensando nisso, a Associação Brasileira dos Criadores de Suínos (ABCS) e o Sebrae Nacional irão promover de 07 a 08 de fevereiro um encontro entre gestores das associações filiadas e dos Sebraes estaduais, na cidade de Brasília. O “II Workshop de gestores” tem como objetivo construir uma análise identificando os pontos fortes e gargalos das ações para a construção conjunta de soluções, promovendo a troca de experiências. Na oportunidade, o publicitário e Diretor do Data Popular, Renato Meirelles, apresentará também o perfil do consumidor da classe C com diretrizes para comercialização da carne suína para esse público tão específico.


Para o presidente da ABCS, Marcelo Lopes, a inciativa é resultado do amadurecimento do Projeto e de suas ações. “Ao longo de dois anos identificamos tanto novas soluções como pontos críticos na execução de cada trabalho e precisamos compartilhar dessas informações com nossas entidades afiliadas, atores principais na construção desses resultados”. A sustentação do Projeto se dará “por meio de dados que reflitam o quanto crescemos desde que o PNDS foi iniciado. Só assim conseguiremos mensurar os reflexos da nossa atuação no mercado de carnes do país”, conclui. Atualmente, o PNDS já capacitou mais de 13 mil profissionais, sensibilizou cerca de 1 milhão de pessoas e percorreu mais de 5 mil quilômetros atendendo granjas de suínos em 9 estados.

A base para construção dessa nova estratégia para 2012 virá de um diagnóstico desenvolvido por meio de uma análise SWOT, que é um acrônimo de Forças (Strengths), Fraquezas (Weaknesses), Oportunidades (Opportunities) e Ameaças (Threats), coordenado pela Doutora em Administração pela USP, Maria Stella Saab, que também apresentará os levantamentos realizados em sua tese “Comportamento do consumidor de alimentos no Brasil: um estudo sobre a carne suína”. Segundo seu estudo, “consumidor é o agente econômico que faz girar toda e qualquer atividade na sociedade, seja um bem, serviço ou qualquer forma de produção que se possa gerar. Assim, de sua vontade dependem a manutenção, o sucesso ou o fracasso de qualquer uma dessas citadas atividades”. Para Saab, quanto mais os esforços de marketing das empresas estiverem concentrados desde o início no consumidor final que se deseja atingir, maiores serão as chances de que o produto ou serviço seja bem aceito por ele e assim se obtenha sucesso no empreendimento.


Já na área de varejo, Renato Meirelles, pretende ampliar o campo de visão dos gestores apresentando novas oportunidades para a carne suína, investindo em ações que atendam a esse público. “A classe C já reúne 50% da população brasileira e carrega no bolso um terço da renda do país. São 37 milhões de famílias com renda mensal entre 3 e 10 salários mínimos, que respondem por 430 bilhões reais da renda anual da população. Ou seja a classe C não é um segmento, ela é o próprio mercado e muitas empresas já estão aprendendo a vender para ela”, comentou. Para a carne suína, segundo o especialista, o mercado é vasto e há espaço garantido para crescer. “Essa carne tem vantagens únicas e muito diferentes das outras proteínas, associamos sabor a baixo custo. Isso faz toda a diferença”, conclui.

Estão confirmados para o evento todos os gestores do Sebrae e das entidades do sistema ABCS e a expectativa do encontro é grande. Para a gerente executiva da Associação Goiana de Suinocultores (AGS) e responsável pela continuidade do Projeto no estado, Crenilda Neves, o workshop reforça o conceito do PNDS, de se trabalhar em conjunto. “Esperamos poder dividir nossos erros e acertos para somar melhores resultados ao final do Projeto”, comenta. A mesma opinião divide o coordenador de projetos de agronegócios do Sebrae/SC, Gilson Santos, que reforça a importância dos workshop como troca de experiências. “Com essa inciativa será possível avaliar o desempenho do projeto como um todo e planejar novas metas a curto e longo prazo”, conclui o coordenador.


Para Lívia Machado, coordenadora nacional do PNDS, o workshop é a oportunidade de capacitação e benchmarking dos gestores, “uma forma de retribuição a todo empenho e comprometimento dedicado ao PNDS e sua execução”, reforça. Ainda para Lívia, as ferramentas aprendidas no encontro, por meio das palestras e oficinas também serão norteadores dos trabalhos neste ano. “Estamos contando com a presença efetiva de todos na próxima semana", encerra a coordenadora.

O encontro também conta com o apoio das empresas Agriness, Agroceres PIC, Ourofino e DB-Danbred, e dos frigoríficos Saudali e SUINCO, reforçando a parceria com a entidade e consolidando seus esforços para o desenvolvimento da suinocultura nacional.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.