Pomares superam os 20 mil hectares

Agronegócio

Pomares superam os 20 mil hectares

Depois 30 anos proibido de plantar laranja por causa do cancro cítrico, o PR possuía até o fim do ano passado 20.220 ha com a cultura
Por:
220 acessos

Depois de passar 30 anos (1957 a 1987) proibido de plantar laranja por causa do cancro cítrico, o Paraná possuía até o fim do ano passado 20.220 hectares com a cultura, conforme dado preliminar do Departamento de Economia Rural (Deral), órgão da Secretaria Estadual de Agricultura e Abastecimento(Seab). Na safra anterior eram 18.400 ha e em 2005 chegava-se a 14.809 ha. O aumento de 9% em 2008, segundo Paulo Andrade, técnico no Deral, deve-se ao bom momento que a cultura atravessou nos últimos anos e ao fato de a laranja ser uma importante opção de diversificação nas pequenas e médias propriedades. Ele também destaca os investimentos em pesquisa no Instituto Agronômico do Paraná (Iapar), que definiram variedades adaptadas ao solo arenoso e clima tropical.

A região de Paranavaí concentra o maior plantio com 7.260 ha, seguida por Maringá com 2.970 ha, Londrina 2.600 ha e Umuarama com 1.190 ha. A falta de chuvas que atrapalhou outras culturas nos últimos meses não fez diminuir a previsão de produção da laranja. Estimativa do Deral indica que a produção da fruta vai aumentar 17% no ciclo 2009/10 passando de 586,3 mil toneladas em 2007/08 para 674 mil toneladas na safra atual. Apesar do crescimento da área, o Paraná ainda não atinge 5% dos 583 mil hectares cultivados com laranja em São Paulo, o maior produtor mundial.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink