Porto de Rio Grande já contabiliza embarque de 750 mil toneladas de soja
CI
Agronegócio

Porto de Rio Grande já contabiliza embarque de 750 mil toneladas de soja

Grão produzido no Rio Grande do Sul tem como destino principal a China
Por:
Grão produzido no Rio Grande do Sul tem como destino principal a China

O porto rio-grandino, por meio de seus terminais graneleiros, já escoou mais de 750 mil toneladas de soja para o exterior até a última sexta-feira, de acordo com a Superintendência do Porto do Rio Grande (Suprg). O grão produzido no Rio Grande do Sul tem como destino principal a China. Este ano, a estimativa de safra para o Estado é de 13 milhões de toneladas da oleagionosa, sendo que pelo porto rio-grandino devem ser embarcadas em torno de 9 milhões.


Cada navio parte, em média, com 63 mil toneladas do grão. Até o final deste mês, mais 20 navios devem chegar a Rio Grande. Para o mês de maio, a previsão é de que o porto receba mais 30 navios para o embarque de soja. De acordo com o superintendente do Porto do Rio Grande, Dirceu Lopes, a movimentação pelo porto rio-grandino oportuniza o melhor prêmio ao agricultor. "Estamos trabalhando para dar agilidade, segurança e tranquilidade no processo. O porto está altamente capacitado e preparado para receber esta safra recorde no RS", destacou.

A capacidade de recebimento no porto pelo modal rodoviário é de 70 mil toneladas/dia (dois mil caminhões), pelo modal hidroviário é de sete mil toneladas/dia (quatro barcaças), e pelo modal ferroviário é 21,5 mil toneladas/dia (430 vagões). Dessa forma, do volume de soja exportado pelo porto gaúcho, 30% é por ferrovia, 10% por hidrovia e 60% por rodovia. A capacidade de carregamento no local é de 170 mil toneladas/dia. Já a capacidade total de recebimento de grãos fica em 98,5 mil toneladas/dia. Por isso, a capacidade de carregamento de navios supera em 1,75 vezes a capacidade de recebimento de soja no porto.




Plano de Ação da Safra

A Superintendência do Porto do Rio Grande, em parceria com os Terminais Graneleiros Bianchini, Bunge e CCGL (Termasa/Tergrasa) e órgãos de controle e segurança realiza o Plano de Ação da Safra de Soja 2013 com o objetivo de garantir a segurança e agilidade no transcorrer da safra, evitando o congestionamento junto às rodovias de acesso ao porto.

O agendamento prévio da descarga dos caminhões no porto foi uma medida implantada com sucesso nos anos anteriores. Neste ano, a maior ênfase é para a programação da empresa detentora do modal ferroviário, que evitará a movimentação de vagões nos horários de maior tráfego nos cruzamentos com a rodovia que leva aos terminais marítimos.


O trabalho é desenvolvido de forma integrada com os órgãos de Segurança Pública (Polícia Rodoviária Federal, Polícia Federal, Polícia Rodoviária Estadual, Brigada Militar, Polícia Civil e Guarda Portuária). O Plano de Ação para escoamento da safra tem também a participação do Governo Federal, Prefeitura, sindicatos e empresas privadas.

Estão em andamento programas de divulgação junto às concessionárias de rodovias que dão acesso ao Superporto, assim como nos postos da Polícia Rodoviária Federal, na praça de Pedágio do Capão Seco e na balança. Cerca de 30 mil fôlderes explicativos estão sendo distribuídos aos caminhoneiros, visando orientá-los, por meio de mapas, sobre locais de estacionamento, telefones úteis e demais informações que possam se tornar necessárias.


Os terminais também devem instruir os seus caminhoneiros com as informações importantes. O monitoramento do escoamento e armazenagem estática estão sendo realizados pela Suprg, através de informações diárias provenientes dos Terminais Graneleiros.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.