Porto de Santos pode boicotar navios dos EUA e da Grã-Bretanha


Agronegócio

Porto de Santos pode boicotar navios dos EUA e da Grã-Bretanha

Por:
2 acessos

Sindicatos trabalhistas de Santos, o maior porto da América Latina, estão planejando uma greve de 24 horas para pedir paz, boicotando operações com navios de bandeiras norte-americana ou britânicas. "Os sindicatos de Santos irão reunir-se para votar propostas de como exteriorizar nosso desejo de paz e nossa posição contrária à guerra no Iraque", afirmou Marcos Duarte, presidente do Sindicato dos Urbanitários de Santos.

Representantes de 70 sindicados, incluindo os setores de petróleo, químico, bancários e metalúrgico, devem comparecer à reunião, segundo Duarte. "Não sabemos quando iremos fazer a greve, mas iremos votar as propostas hoje (terça-feira, 17-03)", disse ele. "Quero enfatizar que a greve não será um protesto contra os Estados Unidos ou a Grã-Bretanha, mas sim contra a guerra e a favor da paz."

Os sindicatos devem votar propostas para suspender o embarque e desembarque de navios norte-americanos e britânicos e para boicotar os bens desses dois países durante 24 horas. "Estamos propondo que nenhum grevista tome Coca-Cola ou almoce no McDonald's", afirmou Duarte. O porto de Santos compreende cerca de 30% do comércio exterior do país.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink