Agronegócio

Possíveis saídas para a crise econômica no Brasil serão debatidas no Circuito Aprosoja

Possíveis soluções e contribuições para o Brasil sair da crise econômica serão discutidas durante o 11º Circuito Aprosoja.
Por:
319 acessos

Possíveis soluções e contribuições para o Brasil sair da crise econômica serão discutidas durante o 11º Circuito Aprosoja, cujo tema desta edição é "O cenário macroeconômico e as possibilidades em meio à crise". Em torno de 23 municípios serão percorridos durante toda essa edição, que conta com a realização, ainda, do Circuito Universitário, voltado para estudantes da área.

O Circuito Aprosoja é promovido pela Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja-MT). O evento de lançamento será realizado no Hotel Gran Odara, em Cuiabá, no dia 07 de julho, às 19h.

“Não poderíamos deixar de discutir esse momento delicado pelo qual o Brasil e Mato Grosso passam na economia e política. Nosso intuito é debater o que podemos fazer de diferente para sair dessa crise. O agronegócio pode contribuir mais do que contribui hoje”, comenta o presidente da Aprosoja-MT, Endrigo Dalcin.

O tema deste ano, conforme a Associação, foi definido após consulta aos delegados da entidade.

De acordo com o diretor da Aprosoja-MT, Nelson Piccoli, em momentos como este pelo qual passa o país é preciso que o produtor rural foque na gestão durante o plantio e a colheita, além da produtividade. “Focar em produzir e vender bem, porque este não é um bom momento para investir, mesmo os preços das sacas da soja e milho estarem remunerativos”.

O debate sobre a atual situação econômica e política do país será iniciado pela jornalista Eliene Cantanhêde com a palestra "Além da Crise: da conjuntura política à gestão rural". Em seguida, o economista Gustavo Loyola fará a palestra “Cenário econômico brasileiro: crise e perspectivas”.

Simpósio Agroestratégico

Ainda no dia 07 de julho, das 07h30 às 13h, ocorre o III Simpósio Agroestratégico, no Centro de Eventos do Pantanal. O tema central desta edição, conforme a Aprosoja, será “Influências e Ferramentas Climáticas e de Gestão”. O intuito é debater o que está ao alcance do produtor para “lidar” com o clima. 

Há duas safras os produtores mato-grossenses vêm sofrendo com interferências do clima. Na safra 2015/2016 houve ausência de chuvas no período do plantio da soja, o que levou ao estendimento do período de semeadura, vindo em sequência a interferir no milho. 

“O setor produtivo está em crise, mas em crise na produção com a quebra na safra da soja e milho. Há produtor colhendo 50 sacas por hectare de milho e esses que estão colhendo pouco terão problemas na hora de entregar o cereal. Se a crise fosse por remuneração baixa seria ainda maior o problema”, pontua Endrigo Dalcin.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink