PR: Copel agenda três leilões para comprar energia solar

USINAS

PR: Copel agenda três leilões para comprar energia solar

O primeiro certame da Copel, em setembro passado, fechou a contratação de energia junto a usinas eólicas e solares que totalizarão 444,3 megawatts
Por:
442 acessos

A elétrica paranaense Copel agendou três leilões neste ano para a compra da energia de usinas solares e eólicas em contratos de longo prazo, segundo documentos divulgados no site da companhia nesta sexta-feira.

As licitações serão realizadas pela unidade de comercialização de eletricidade da empresa, a Copel Energia, em 14 de fevereiro, 17 de abril e 21 de setembro.

O movimento segue-se a um leilão para usinas dessas fontes renováveis realizado pela própria Copel em 2019 e a diversas licitações em formato semelhante feitas pela estatal mineira Cemig desde meados de 2018.

O primeiro certame da Copel, em setembro passado, fechou a contratação de energia junto a usinas eólicas e solares que totalizarão 444,3 megawatts em capacidade instalada, ou 127,9 megawatts médios em eletricidade.

Poderão participar da concorrência empreendimentos que já tenham passado por habilitação técnica da estatal Empresa de Pesquisa Energética (EPE) para leilões de energia do governo realizados em 2019 ou 2020.

O investidor ainda precisará ter usinas com no mínimo 1 gigawatt em capacidade instalada em operação no Brasil ou comprovar capital social integralizado de no mínimo 500 milhões de reais para entrar na disputa pelos contratos oferecidos pela Copel.

O primeiro leilão, em fevereiro, oferecerá contratos para entrega entre o início de 2022 e o final de 2036. No segundo, em abril, o fornecimento será no período de 2023 a 2035, enquanto a terceira licitação, em setembro, é para contratos entre 2023 e 2037.

A aposta de grandes empresas como Cemig e Copel em leilões próprios, que oferecem contratos de longo prazo a investidores em geração, acontece em momento de forte interesse de empresas pela aquisição de energia renovável no chamado mercado livre de eletricidade.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink